Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Portugal Fashion chamou mais de 30 mil pessoas
26-03-2018
Foi com as criações de Katty Xiomara, Nuno Baltazar, Luís Onofre e Diogo Miranda, entre outros designers, que encerrou no sábado a 42.ª edição de Portugal Fashion, votada às propostas para o outono/inverno 2018-19. Pela primeira vez, o evento realizou-se na "Cidade da Moda", numa megaestrutura amovível  no Queimódromo, no Parque da Cidade.

Desfiles de conhecidos criadores nacionais e emergentes, bem como de várias marcas, de vestuário e calçado, compuseram o evento.

Em jeito de balanço, a organização registou, nos quatro dias, uma afluência de "mais de 30 mil pessoas", um crescimento em relação à edição anterior, com vários desfiles com lotação esgotada. O novo espaço permitiu ter duas áreas de passerelle "com capacidade para mil pessoas cada", realçou à Lusa o diretor de comunicação do Portugal Fashion, Rafael Alves Rocha.
Também o "showroom", onde se apresentaram 70 marcas de vários setores, "trouxe um número enorme de clientes e interessados que não precisam de convite para entrar, e registámos uma afluência muito grande", apontou.

Refletindo "a ousadia de inovar" que está na essência do evento, a estrutura amovível no Parque da Cidade poderá, ou não, voltar a ser uma opção. A habitual "casa" do Portugal Fashion, a Alfândega do Porto, estava indisponível por "incompatibilidade de agenda", referiu Rafael Rocha, que considerou ser "ainda prematuro falar sobre o futuro" no que toca à localização da próxima edição. "Pode passar por fazer uma Cidade da Moda com outras comodidades e outro conforto, optar por voltar à Alfândega", um espaço "extraordinário", ou até ocupar "um espaço ainda mais inusitado", acrescentou o responsável.

O Portugal Fashion é um projeto da responsabilidade da Associação Nacional de Jovens Empresários (ANJE), desenvolvido em parceria com a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal. É cofinanciado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional da Competitividade e Internacionalização - Compete 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.