Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto vai ter um guia de boas práticas para os utilizadores do Airbnb
15-07-2019

Trata-se de uma das principais medidas criadas no Regulamento de Alojamento Local do Município do Porto, que entra brevemente em consulta pública. Respeitar as horas de silêncio é uma das regras subjacentes ao "Guia de Boas Práticas e Boa Convivência em condomínios com Alojamento Local".


Os códigos de conduta para os turistas que façam reservas a partir da plataforma Airbnb entram em vigor a partir do momento em que o Regulamento de AL for aprovado, o que se aguarda que aconteça entre dezembro deste ano e janeiro de 2020.

A informação foi dada pelo vereador da Economia, Turismo e Comércio, Ricardo Valente, na reunião extraordinária que decorreu na semana passada, em que foi aprovada a proposta de Regulamento e a suspensão de novos registos de AL em zonas de contenção.

A medida promovida pela Câmara do Porto foi "bem recebida" pela maior plataforma de registo de alojamento local a nível mundial - a Airbnb - que desde logo se disponibilizou a colaborar com o Município na sua elaboração. Aliás, "a Airbnb tem tido sentido de responsabilidade social enorme que outras plataformas não têm tido", sublinhou Ricardo Valente.

Na prática, no momento da reserva, os turistas devem subscrever um "termo de responsabilidade", em que indicam que tomaram conhecimento do "código de conduta e boa convivência", que inclui normas de bem-estar com a vizinhança e alguns conselhos práticos.

O Guia de Boas Práticas vai ser traduzido em várias línguas. Entre as "regras" expressas no manual, encontra-se o "respeito pelos horários de descanso", mais concretamente para não se fazer ou se reduzir o barulho entre as 23 horas e as 7 horas.

"Se dentro deste horário tiver que sair para ir para o aeroporto, regressar de um jantar ou bar, lembre-se que não está sozinho e incomodará os seus vizinhos se: bater com as portas; falar alto nos corredores; falar alto ou ouvir música dentro do apartamento; bater com os pés no chão, ou se usar sapatos de salto alto; não tentar reduzir o rodado da sua mala", pode ler-se no documento, cuja versão final está a ser ultimada.