Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto vai ter título de transporte gratuito para jovens até aos 18 anos
22-06-2020
O Executivo Municipal aprovou esta manhã, por unanimidade, a extensão da gratuitidade do título de transporte "Porto.13-15" até aos 18 anos, para os jovens estudantes residentes na cidade. O investimento da autarquia, orçado em cerca de 1,2 milhões de euros por ano, corresponde a um acréscimo estimado de 90 mil euros mensais, face ao primeiro ano de aplicação da medida. Em compensação, a Câmara do Porto irá beneficiar da alteração do atual modelo, passando apenas a pagar as viagens que forem efetivamente realizadas pelos utilizadores deste Andante.

No primeiro ano de implementação deste título de transporte exclusivo ao Município do Porto, para jovens entre os 13 e os 15 anos, a autarquia assumiu o custo integral com os títulos de transporte requisitados. Mas daqui em diante, o modelo será outro, o que também pesou na decisão da Câmara em estender a medida aos jovens da cidade até aos 18 anos.

"A partir de agora só vamos pagar pelas viagens que os alunos vão usufruir. Anteriormente não era assim por razões meramente operacionais e técnicas", informou a vereadora dos Transportes, Cristina Pimentel, em reunião privada de Executivo Municipal, realizada na manhã desta segunda-feira. A responsável adiantou ter sido esse o acordo estabelecido entre a Câmara do Porto e o agrupamento TIP - Transportes Intermodais do Porto, que estará em condições de vigorar brevemente.

Nesta reunião, Rui Moreira recordou que a decisão vai de encontro à expectativa que já tinha no ano passado, quando apontou que após o primeiro ano do passe "Porto.13-15" a intenção seria estendê-lo até à maioridade, caso fosse confirmada a sua pertinência e se os meios financeiros afetos à medida não fossem substancialmente superiores.

Na verdade, tendo sido a previsão de despesa "realista e cuidadosa", há agora a possibilidade de fazer esse upgrade (extensão). Além disso, a adesão ao título de transporte rondou os 50% da população estimada, informou a vereadora.

Esta medida evidencia o grau de compromisso com a sustentabilidade, pilar transversal da estratégia do Executivo Municipal para o presente mandato, tratando-se de um investimento que potencia a competitividade do território, além de estar alinhado com as políticas de descarbonização. Aliás, como também referiu no debate o vice-presidente da Câmara do Porto, Filipe Araújo, responsável pelo Pelouro da Inovação e Ambiente, "cerca de um terço das emissões de gases com meio de estufa no Porto correspondem a meios de transportes. Por isso, temos de continuar a atuar a este nível", sublinhou.