Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto tem oportunidade única para ver obra de Leonardo Da Vinci no dia dos 500 anos da sua morte
01-05-2019
A Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto apresenta ao público a única obra de Leonardo da Vinci em Portugal. A rara oportunidade acontece nesta quinta-feira, 2 de maio, dia em que se assinalam os 500 anos da morte do mestre italiano.

Durante um único dia, será possível conhecer a obra "Rapariga lavando os pés a uma criança", a única do génio do Renascimento existente em Portugal e que integra a coleção de Desenho Antigo do Museu da FBAUP, um dos núcleos mais ricos do acervo da instituição.

A obra estará em exposição aberta a todo o público entre as 11 e as 20 horas com entrada livre no Pavilhão de Exposições da FBAUP (Av. de Rodrigues de Freitas, 265), antes de seguir por empréstimo para o Museu do Louvre, em Paris, onde integrará uma exposição dedicada aos 500 anos da morte de Leonardo da Vinci.

A folha com "Rapariga lavando os pés a uma criança" assume especial destaque na coleção da FBAUP a partir do momento em que Philip Pouncey, especialista em Desenho Antigo, reconhece a autoria do desenho, em 1965. Pouncey torna pública esta sua descoberta em 1978 no artigo para a revista Apollo "An unknown drawing by Leonardo da Vinci", corrigindo a antiga atribuição a Raffaellino da Reggio. Em 1985, o Fitzwilliam Museum, em Cambridge, organiza uma exposição de homenagem à carreira de Pouncey, intitulada "The achievement of a connoisseur", na qual o desenho é exposto pela primeira vez fora de Portugal.

Carlo Pedretti, reconhecida autoridade na obra do mestre italiano, desenvolve a investigação em torno do desenho, publicando-a na Raccolta Vinciana, em 1997. Associa então o desenho do Porto a outros desenhos de Leonardo, nos Uffizi (Florença), analisando também as palavras inscritas no verso da folha e relacionando-as com o "Codex Trivulziano".
Nicolas Turner, também especialista em Desenho Antigo, refere por sua vez o desenho de Da Vinci no âmbito do seu estudo das coleções portuguesas de Desenho Antigo, em 2000.

O desenho é apresentado pela primeira vez, em 1962, na Escola Superior de Belas Artes do Porto, na exposição Desenhos Sécs. XVI a XIX, ainda com atribuição a Raffaellino da Reggio. Depois da referida exposição no Fitzwilliam Museum, em 1985, o Desenho do Porto tem participado em diversas exposições em Portugal e no estrangeiro: no Museum of Science Boston em 1997, no Museo di Arte Sacra di Camaiore em 1998, no Centro Cultural de Belém em 2000, no Fitzwilliam Museum em 2000, no Museu Nacional de Soares dos Reis em 2001, no Museo del Prado em 2002, nas duas grandes exposições dedicadas exclusivamente à produção de desenho de Leonardo da Vinci no Metropolitan Museum of Art e no Musée du Louvre em 2003, na Faculdade de Belas Artes da U.Porto em 2012, no Museu Nacional de Arte Antiga em 2017. Já no âmbito do 500.º aniversário da morte do mestre italiano, foi exposto no Teylers Museum em 2018 e, após a mostra na FBAUP nesta quinta-feira, segue para o Musée du Louvre.