Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto Street Stage do Rally de Portugal chega a milhões através da televisão
19-05-2018

A dupla classificativa do Rally de Portugal foi vista por 100 mil pessoas nas ruas do Porto, mas chegou a muitos milhões de telespectadores através das transmissões directas. A RTP 1 transmitiu em canal aberto em horário nobre mas outras 100 estações de TV em todo o Mundo viram o Porto no pequeno ecrã. A Porto Lazer duplicou este ano o número de lugares de bancada pagos, para 5.000 e todos estavam esgotados à hora da prova.


O traçado deste ano, que incluía artérias como a Rua de Sá da Bandeira e a dos Clérigos, permitiu dar uma imagem ainda mais completa da Baixa do Porto e serviu como promoção quase única da sua monumentalidade.


O traçado também agradou aos pilotos e à organização. O ACP saiu do Porto muito satisfeito e a Federação Internacional do Automóvel, que organiza o Campeonato do Mundo de Ralis também, elogiando a organização da cidade, a segurança e o plano da prova.


De facto, os números apresentados pelo próprio ACP e segundo os estudos mandados fazer à Universidade do Algarve pelo organização, mostram que o retorno total do Rally de Portugal ascende a mais de 137 milhões de euros, o que o tornam no evento desportivo com mais visibilidade em todo o mundo realizado em Portugal. Os impactos direto para a economia são também na ordem dos milhões de euros, o que faz deste acontecimento, que ocupa uma pequena parte da cidade e por apenas um dia, no que maior binómio custo/benefício apresenta.


Note-se também que as autoridades apenas registaram 22 ocorrências de segurança ontem na cidade, e sem gravidade. Num dia normal são registadas uma dezena de ocorrências. A maioria dos pequenos problemas sucedeu com quedas na via pública. Estes números são considerados extraordinários e demonstrativos do elevado civismo e qualidade da organização. Estão em linha com outros grandes acontecimentos no Porto, que têm sempre registados números anormalmente baixos de ocorrências de segurança.


Tal como já havia sucedido em 2016, o belga Thierry Neuville foi o mais rápido na Porto Street Stage, classificativa que encerrou o segundo dia do rali.