Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto sem festa de São João está há 19 dias sem COVID
23-06-2020

Pelo 19º dia consecutivo, a cidade do Porto não tem qualquer notificação de infetados com o novo coronavírus, segundo os dados oficiais divulgados pela DGS. Os poucos testes positivos que têm sido registados nos hospitais e centro de rastreio móvel da cidade ou são repetições de doentes já identificados ou são de munícipes de outros concelhos. As medidas que têm sido tomadas, como a proibição dos festejos de São João, e o bom comportamento dos cidadãos são apontados como razões do sucesso e não à falta de testes, pois eles continuam a ser feitos.


Com efeito, desde há 19 dias que o boletim da DGS assinala os mesmos 1414 casos na cidade do Porto, que chegou em abril a que mais casos registava, mas que depois deixou quase completamente de disseminar a doença. Foi entretanto ultrapassada por Lisboa (3191), por Sintra (2325), Loures (1680), Vila Nova de Gaia (1622) e Amadora (1479). A tendência de controlo da pandemia é, por isso, geral também na Área Metropolitana do Porto e na Região Norte que, nos números acumulados, desde março, já foi praticamente apanhada pela Região de Lisboa e Vale do Tejo, apesar desta ter um menor número de habitantes.


A razão também não pode ser atribuída à falta de testagem. Com efeito, quer os hospitais centrais quer os privados e o centro de rastreio móvel do Porto (o primeiro do país) continuam a funcionar a realizar milhares de testes. Aliás, caso houvesse infetados de que o sistema não desse conta, os internamentos nos hospitais dariam conta disso e o número de doentes internados por COVID-19 nos hospitais do Norte do País começa agora a ser residual.


Esta posição privilegiada da cidade e da região não pode, contudo, ser desperdiçada e só o comportamento das empresas, das instituições e, sobretudo, dos cidadãos, pode mantê-la. Nessa medida, o São João do Porto este ano não será comemorado, estando proibidos espetáculos e arrais. Haverá menos transportes e restrições diversas ao funcionamento de estabelecimentos. O acesso a praias e parques será controlado pela polícia.


Mantenha-se seguro. Contribua para o exemplo que a cidade do Porto tem dado ao país.