Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto.pt revela traçado da street-stage do Rally de Portugal na baixa
19-04-2016

A classificativa do Vodafone Rally de Portugal, que dia 20 de maio fecha a etapa de sexta-feira da prova pontuável para o Campeonato do Mundo, terá início às 19 horas, junto ao Rivoli e terminará perto da Sé, tendo uma extensão de 1,850 metros. A organização terá lugares de bancada à venda, mas milhares de pessoas vão poder assistir em zonas de peão abertas ao público.


A street-stage, que fará a estreia competitiva do Vodafone Rally de Portugal em plena cidade do Porto, será transmitida em direto pela RTP e para 160 países, sendo percorrida por duas vezes pelos melhores pilotos da atualidade.


O percurso, traçado na baixa portuense, inclui um salto, junto ao edifício AXA, em plena Avenida dos Aliados, duas zonas onde os carros são obrigados a girar 360 graus sobre um obstáculo e atravessa, por duas vezes, a placa central da mesma avenida.


Mas os melhores carros de rali do mundo não vão apenas competir nos Aliados. A zona da Trindade será uma das mais interessantes em termos técnicos, bem como a saída dos Aliados para a zona da Estação de São Bento, onde os competidores iniciarão a subida da Avenida da Ponte em direção à Sé do Porto.


A segurança tem sido um dos principais investimentos da Câmara do Porto e do ACP, que têm trabalhado nos últimos meses na definição de pormenores. Além de barreiras de betão e redes, serão montadas bancadas, sanitários, passagens superiores e haverá um forte dispositivo policial para garantir a máxima segurança.


A Câmara do Porto espera desta forma levar a imagem da baixa do Porto a muitos milhões de telespectadores em todo o mundo, trazendo a verdadeira competição do Mundial de Ralis para o centro da cidade pela primeira vez na sua história.


Os bilhetes para as bancadas, que serão instaladas na placa central da Avenida dos Aliados, estarão brevemente à venda no site da BOL, mas haverá também locais de venda físicos, mais próximos da classificativa e bilhetes VIP, para quem quiser aceder a uma zona mais reservada da prova.


Em 2015,mesmo sem a classificativa no Porto, a despesa direta total ('new expediture') gerada pelo WRC Vodafone Rally de Portugal na economia do turismo do Porto e Norte de Portugal, assegurada por adeptos e equipas, atingiu os 65,2 milhões de euros. Os dados fazem parte de um estudo da autoria do Centro Internacional de Investigação em Território e Turismo da Universidade do Algarve, em parceria com a Universidade do Minho.


Além deste valor, a audiência acumulada da prova foi estimada em 73,5 milhões de espetadores, que geraram um impacto adicional indireto de 62,2 milhões de euros, dando assim origem a um volume total de 127,4 milhões de euros de retorno para a economia do turismo e imagem do destino.


Veja o vídeo da apresentação do Vodafone Rally de Portugal