Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Filme internacional promove a cidade
11-02-2015

Com estreia marcada para finais de 2015 ou inícios de 2016, foi hoje apresentado na Casa do Roseiral, residência oficial do Presidente da Câmara do Porto, o filme "Porto, Mon Amour", a mais recente produção do realizador brasileiro Gabe Klinger, que conta com produção de Rodrigo Areiras e o apoio da autarquia, o que acontece, de forma direta, pela primeira vez. A cidade afirma-se assim também no roteiro cinematográfico mundial , pela primeira vez, a marca Porto está no título de um filme de grande distribuição.


"Porto, Mon Amour" conta com Anton Yelchin e Lucie Lucas nos principais papéis e, segundo o realizador, é uma história sobre "criar raízes nalgum sítio e de, alternadamente, o conseguir e falhar". Anton Yelchin ficou conhecido, entre outros, pelo seu papel em Star Trek e Lucie Lucas é a uma das atrizes francesas do momento.


"É um momento particularmente importante de afirmação da cidade em novos circuitos e sistemas, que pretendemos potenciar. É esta a nossa estratégia", realçou o presidente da Câmara, Rui Moreira, durante a conferência de imprensa que decorreu na Casa do Roseiral, realçando que, desta forma, cumpre mais uma promessa eleitoral feita aos portuenses e que passa pela promoção internacional, em diferentes áreas, da Invicta.


Com "Porto, Mon Amour", a cidade torna-se mais presente na filmografia internacional. Tal como lembrou o vereador da Cultura, Paulo Cunha e Silva, "para lá do importante trabalho desenvolvido de Manoel de Oliveira, a presença do Porto é diminuta. Por isso, a promoção de uma estratégia turística e cultural passa pelo cinema e é isso que vamos fazer, renovando o papel da 'Porto Film Comission', que contará com o apoio da Frente Atlântica", acrescentou.


Já Gabe Klinger considerou que "o Porto é eterno, é fascinação com história e cultura", destacando que em qualquer 'frame' do filme, ao virar a câmara, é possível estar "no século XIII, no século XV, no século XVIII e no século XXI". "Este filme é sobre personagens que exploram a arqueologia do tempo nas suas vidas. É uma cidade que permite esta exploração do tempo", explicou.


Segundo o realizador - que inicialmente tinha pensado fazer esta rodagem em Atenas mas que confessou não ter sentido "conexão com a cultura grega" - o trabalho ficou "muito facilitado porque é só pôr a câmara e a cidade comunica".


Anton Yelchin, o ator russo que já interpretou mais de 20 longas-metragens, destacou a "profunda presença do tempo e da sua mudança" no Porto, confessando o seu amor pela comida portuguesa, que já o fez perder a conta ao número de francesinhas que comeu durante os dias de rodagem.


No elenco destaca-se ainda a participação da atriz francesa Francoise Lebrun, estando a produção executiva a cargo de Jim Jamush, em colaboração com o produtor Rodrigo Areias.   


A estreia nos cinemas de "Porto, Mon Amour" está prevista para finais de 2015 ou inícios de 2016.