Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto já é sede da Casa Comum da Humanidade
01-02-2019
O projeto internacional Casa Comum da Humanidade está desde hoje sediado no Porto e é daqui que vai lutar pela proteção do planeta à escala global.

Formalizada a entidade jurídica que tinha sido anunciada em 2016, na Câmara do Porto, o protocolo que envolve o Município e vários outros parceiros foi assinado hoje na Reitoria da Universidade do Porto, onde decorre até ao próximo domingo uma conferência sobre a temática da sustentabilidade da Terra.

Além da U.Porto e da Câmara do Porto, que esteve representada pelo seu vice-presidente, Filipe Araújo, as autarquias de Gaia e Guimarães, cinco instituições de ensino superior e a associação ambientalista ZERO são também associadas deste projeto internacional.

A Casa Comum da Humanidade foi lançada para envolver a comunidade científica, a política e o setor civil na modelação e do comportamento ambiental de cada cidadão, com vista à construção de um sistema de proteção e organização jurídicos, capaz de representar, proteger e manter as condições vitais deste património natural intangível que é o sistema terrestre da humanidade.

O projeto agora ancorado na cidade do Porto pretende apresentar uma candidatura ao reconhecimento do estado favorável do Sistema Terrestre junto da UNESCO, para que este seja reconhecido como bem jurídico global que existe dentro e fora das soberanias.