Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto há onze dias sem COVID, decidiu desmontar hospital de campanha
16-06-2020

O Hospital de Campanha Porto., instalado no Super Bock Arena / Pavilhão Rosa Mota, vai ser desmontado nos próximos dias. A decisão foi tomada em conjunto pelos dois centros hospitalares do Porto, Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos e pela Câmara do Porto, depois da cidade não apresentar qualquer caso de COVID-19 há onze dias consecutivos e de ter caído para quinto lugar no número acumulado.


O hospital foi montado pela Câmara do Porto, no pavilhão cedido pelo concessionário, e com o apoio do Exército e de várias empresas privadas, tendo recebido cerca de três dezenas de doentes, aliviando o internamento dos hospitais de São João e Santo António. A gestão hospitalar foi garantida pela Secção Regional do Norte da Ordem dos Médicos e os cerca de 300 colaboradores trabalharam em regime de voluntariado.


Com o apoio da RTP, a Câmara do Porto recebeu de uma campanha solidária cerca de 400 mil euros de mais de mil doadores, o que permitiu ao Município equilibrar as contas e garantir o financiamento do projeto.


O hospital foi também fundamental para garantir que a Câmara do Porto tinha sempre locais para a separação de utentes com teste positivo e negativo, que provinham do pioneiro programa de testagem aos lares da cidade.


O Porto foi pioneiro na luta COVID-19 em Portugal, tendo sido o primeiro município em Portugal a tomar medidas proativas de colocação de trabalhadores em teletrabalho, a encerrar teatros e serviços de atendimento público e a adquirir ventiladores em Shenzhen, que foram os primeiros a chegar aos hospitais portugueses adquiridos por entidades públicas.


Foi também pioneira a implementar a produção de máscaras numa fábrica têxtil local e evidenciou-se pelas campanhas de sensibilização da opinião pública. A Câmara do Porto distribuiu máscaras pelos 30 mil inquilinos municipais moradores em bairros sociais e tomou medidas de formação em lares e instituições.