Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto ganha novas ligações e chega já a 1069 destinos
29-03-2017

O Porto está cada vez mais ligado ao mundo e o mundo ao Porto. Com o início do denominado Verão IATA, esta terça-feira, o Aeroporto Francisco Sá Carneiro, eleito recentemente o melhor da Europa na categoria de cinco a 15 milhões de passageiros, passa a estar ligado a 1.069 destinos (com escalas), dos quais 110 são voos diretos.


A par das quatro novas rotas lançadas pela Ryanair para este verão e que eleva para 47 o número de destinos operados pela companhia irlandesa a partir do Porto, esta semana foi, também, inaugurada pela Air France a nova rota com destino a Paris Charles de Gaulle.


Esta nova rota, que assinala o regresso da Air France ao Aeroporto do Porto após um interregno de dez anos, passa a contar com três voos semanais em ambos os sentidos (seis em época alta), às terças, quintas-feiras e aos sábados, operada durante o verão com uma aeronave Airbus A320.


A 15 de maio próximo, será a vez de a KLM inaugurar a nova rota Porto-Amsterdão (Schiphol), com um voo diário operado por um Boeing 737-700 de 132 lugares. Uma rota que tem já garantia de continuidade no calendário de inverno do aeroporto.


Estas rotas serão complementadas, a partir do Porto, pela Transavia, filial low-cost do Grupo Air France-KLM, para os destinos Amesterdão, Funchal, Lyon, Nantes e Paris-Orly.


"Estamos muito otimistas em relação a estas rotas. Este vai ser o ano de Portugal para a Air France-KLM", afirmou Bruno Georgelin, diretor-geral do Grupo Air France-KLM para a Península Ibérica.


O responsável indicou que o objetivo do grupo é atingir três milhões de passageiros transportados este ano, um acréscimo de 43 por cento face a 2016.


"No segmento de negócios, apostamos no dinamismo das empresas do Norte do país, abrindo-lhes os 328 destinos do Grupo. E a nível de carga, sabemos que há mercado, devido às exportações", resumiu o responsável.