Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto está solidário com Aranda de Duero, cidade de Espanha que regressa ao confinamento à meia-noite
06-08-2020
O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, deu hoje nota da solidariedade do Porto para com a cidade e o povo de Aranda de Duero, perante o segundo surto causado pela Covid-19 que leva, a partir da meia-noite de sexta-feira, a novo isolamento desta pequena localidade da região de Burgos (Espanha). O Município do Porto disponibilizou-se a prestar a ajuda que fosse necessária à cidade, também ela membro da AIMRD - Associação Ibérica dos Municípios Ribeirinhos do Douro.

O apoio da cidade do Porto foi transmitido à alcaldesa (presidente da Câmara) de Aranda de Duero, Raquel González, que agradeceu o gesto, tendo deixado, desde já, um convite ao presidente da Câmara do Porto para visitar Aranda quando a situação estiver ultrapassada.

Aranda foi escolhida para ser Cidade Europeia do Vinho 2020, por ser um dos pontos mais importantes da Região de Ribeira del Duero (parte espanhola da Região do Douro), mas, devido à pandemia, a celebração, muito relevante para o mundo vitivinícola, foi adiada para 2021.

Tal como o Porto, Aranda de Duero integra a Associação Ibérica dos Municípios Ribeirinhos do Douro, organização que junta as principais cidades e vilas portuguesas e espanholas ribeirinhas, de que a cidade Invicta faz parte, aliás, desde a sua fundação.

Com cerca de 32 mil habitantes, Aranda de Duero volta a registar um recrudescimento do número de casos por Covid-19. Hoje ficou a saber-se que o tribunal autorizou o plano de contenção, proposto pela Junta de Castilla y León, para isolar a cidade por 14 dias, com o objetivo de conter uma possível transmissão comunitária da doença.

Entra em vigor à primeira hora desta sexta-feira e, segundo informa o jornal espanhol El Confidencial, o prazo inicial de isolamento "pode ser prorrogado de acordo com a evolução da situação epidemiológica que levou à adoção de medidas de contenção".

A idade média de casos positivos na cidade é, atualmente, muito mais baixa do que aquela registada há meses: ronda os 35 anos e a grande maioria das pessoas infetadas é assintomática.