Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto empenhado em prevenir o ´bullying´ nas escolas da rede pública
04-02-2020
O Município do Porto está empenhado em intervir ativamente na prevenção do bullying e na promoção da saúde mental. Através de um protocolo que estabeleceu com a Associação Plano i, o pioneiro projeto vai até escolas públicas do 2.º e 3.º ciclo do ensino básico durante este ano letivo, com o apoio de uma equipa técnica especializada.

A fase de implementação do projeto sucede a uma análise prévia do contexto, tendo o Município partilhado informações de caracterização dos territórios educativos onde atua com a Associação Plano i, salvaguardando "o princípio da confidencialidade e o respeito pelo Regulamento Geral de Proteção de Dados", assinala o protocolo.

Importava, por isso, em primeiro lugar fazer o mapeamento do fenómeno do bullying nas escolas do Porto, antes mesmo de se desenvolver o plano de atividades, agora em condições de ser executado, até ao final deste ano escolar.

O projeto, que além do Porto envolve no território nacional os concelhos de Matosinhos e Coimbra, vai abranger um total de 40 turmas dos 2.º e 3.º ciclos de escolaridade. A premissa passa por envolver toda a comunidade educativa (docentes, assistentes operacionais, alunos) nas suas várias fases de implementação, que será sempre acompanhada por uma equipa técnica especializada da Associação Plano i, a quem cabe desenvolver o plano de ação.

A iniciativa conta com o apoio financeiro da Direção Geral de Saúde e tem como principal objetivo promover um contexto escolar seguro e igualitário, prevenindo e combatendo todas as formas de bullying e de violência interpessoal. Pretende ainda municiar o desenvolvimento integral positivo dos jovens, contribuindo assim para a sua saúde mental.

Desde que o novo Conselho Municipal de Educação tomou posse, em janeiro de 2018, a estratégia da política educativa municipal foi reforçada no novo Plano Municipal de Educação. O documento reflete uma visão progressista da educação, enquanto instrumento essencial de renovação, criação e mudança cultural e social, e compreende o incremento de parcerias que promovam sinergias e a implementação de projetos estruturantes, de que é exemplo o "Projeto de Prevenção do Bullying e Promoção da Saúde Mental".