Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto e Gaia unem-se para melhorar a mobilidade entre os dois concelhos
07-09-2017

Porto e Vila Nova de Gaia unem esforços em prol da qualidade de vida dos seus habitantes. A suspensão das portagens na Circular Regional Externa do Porto (CREP), a futura expansão da rede de metro e a redefinição da rede da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) são algumas das questões identificadas como fundamentais para resolver os problemas de mobilidade comuns a ambas as cidades.


No final da Cimeira sobre Mobilidade que decorreu esta manhã, na Câmara do Porto, os presidentes de ambas as autarquias assinaram um acordo em que se comprometem a criar - logo após as eleições autárquicas - uma equipa intermunicipal, constituída por técnicos municipais e especialistas independentes, para fazer o diagnóstico e apresentar propostas de resolução para os problemas do setor.


"Era muito importante que definíssemos prioridades que têm de ser conjuntas", referiu o presidente da Câmara do Porto. Rui Moreira reforçou que estas questões necessitam de uma "firme articulação estratégica", numa altura em que se começa a discutir o próximo quadro comunitário de apoios.


A anunciada expansão da rede do Metro, designadamente as ligações Devesas (Gaia) - Campo Alegre (Porto) e praças da Galiza e do Império (Porto), é apontada como um dos aspetos a considerar pela equipa.


"Temos de pensar rapidamente qual será o impacto do novo terminal intermodal de Campanhã ou como será a gestão conjunta da STCP", sublinhou o autarca do Porto, sendo que no acordo assinado entre as duas edilidades estão identificadas questões a solucionar, como a "redefinição da rede" da STCP, a "potenciação" do novo terminal intermodal de Campanhã (Porto) e "a eventual necessidade de novos parques de estacionamento de segunda linha".


Defendida como uma solução possível para o trânsito na Via de Cintura Interna (VCI), o fim das portagens na Circular Regional Externa do Porto (CREP) será "uma luta melhor se for feita em conjunto e com suporte técnico", explicou o autarca de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues. Ambos os autarcas esclareceram, contudo, qua não houve ainda qualquer sinal da tutela nesse sentido.


Rui Moreira sublinhou que "o futuro passa pelo transporte público", notando que "a bilhética é muito importante", estando em cima da mesa a proposta de alargamento da bilhética Andante em Gaia.


O documento propõe também a "articulação do transporte turístico entre os centros históricos" e a "regulação da procura de transporte privado entre os dois concelhos".


Quanto a novas pontes sobre o Douro, ambos os autarcas defendem que só deverão existir exclusivamente para circulação do transporte público, como a ligação de Metro entre as Devesas e o Campo Alegre.


A criação de um projeto-piloto intermunicipal, capaz de oferecer um serviço de transporte porta-a-porta aos cidadãos com mobilidade reduzida, e o descongestionamento das grandes vias de acesso às pontes existentes e futuras fazem também parte do leque de propostas elencado no documento.


Por fim, o acordo indica a possibilidade de "criação de um Observatório de Mobilidade".