Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto Blues Fest abriu a temporada de festivais
20-05-2019
A Concha Acústica do Jardins do Palácio de Cristal recebeu no fim de semana o Porto Blues Fest, que abriu a temporada de festivais. O próximo é o North Music Festival, já na sexta-feira.

O Porto Blues Fest voltou aos Jardins do Palácio de Cristal para celebrar a música nascida no sul dos Estados Unidos e os ambientes de Nova Orleães, incluindo gastronómicos. Pelo terceiro ano, um público heterogéneo em idades e maneiras de estar mostrou que o blues a todos atrai.

O festival foi inaugurado na noite de sexta-feira pelo blues-rock da Henrik Freischlader Band, banda do guitarrista alemão Henrik Freischlader, a que se seguiu o funky-blues da norte-americana Juwana Jenkins, que reuniu para o efeito uma banda formada por músicos portugueses e fechou a noite em grande com a simbólica "Ain't no color but the blues".

No sábado, a noite foi de veteranos. Primeiro, subiu ao palco da Concha Acúsica o veterano australiano Gwyn Ashton, considerado um dos três melhores guitarristas de blues a nível mundial (juntamente com Jeff Beck e Gary Moore). Apresentou-se no Porto ao estilo one-man-band, apenas "acompanhado" pela sua voz, a guitarra e o bombo da bateria.

Depois, foi a vez da festa de 40 anos da Minnemann Blues Band, formação do músico alemão Wolfram Minnemann que há muitas décadas toca a partir do Porto para todo o mundo. A banda é composta por António Mão de Ferro (guitarra), Manu Zé (baixo), Rui Azul (saxofone) e Rui "Cenoura" Ferraz (bateria), além do paino do próprio Minnemann, mas fechou o Porto Blues Fest com a chamada ao palco de alguns músicos convidados.

Nestas duas noites do fim de semana, a que não faltaram espaços de venda de vinis e comes e bebes, ficou formalmente aberta a temporada de festivais, que prossegue já na próxima sexta-feira com o peculiar North Music Festival.