Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Porto acolhe simpósio sobre ecoeficiência e reabilitação de edifícios antigos
13-03-2018
A sustentabilidade ambiental na reabilitação urbana estará em destaque, nos próximos dias 22 e 23, na Casa do Infante. Este será o primeiro simpósio realizado no âmbito do ENERPAT, projeto europeu em que participa o Porto e que visa o desenvolvimento de soluções ecoeficientes na regeneração de edifícios antigos nos centros históricos. 

Organizada pela Sites et Citès Remarquables de France, a iniciativa conta com a participação dos vários parceiros associados ao projeto, permitindo a partilha de experiências neste domínio.
Financiado pelo programa comunitário INTERREG SUDOE, o ENERPAT procura fomentar a "cocriação de soluções territoriais energeticamente eficientes de eco-renovação do habitat residencial patrimonial dos centros históricos".

A preservação do património edificado antigo, prevenindo a sua degradação, a melhoria do conforto dos moradores, com preservação da sua saúde, e o desenvolvimento de uma economia circular são itens considerados no projeto que, neste sentido, considera três áreas de inovação:
- A eco-reabilitação, desenvolvimento de soluções de mobilização de recursos materiais e das competências locais;
- O desenvolvimento de um modelo integral e multi-escala de análise do elemento construtivo, do edifício e do bairro, da sua cadeia de valor e do seu ciclo de vida;
- A implementação de metodologias de cocriação (co-design) em torno do conceito Living Lab, com a originalidade de desenvolver tanto uma abordagem para a conceção de demonstradores (eco-reabilitação de edifícios-piloto), como um conceito de rede territorial de inteligência criativa.

A participação no simpósio é gratuita, mas obedece a inscrição obrigatória (AQUI).

Do programa fazem parte, no primeiro dia, a apresentação do projeto ENERPAT e uma mesa-redonda sobre o tema "Compreender o património edificado dos Centros Históricos para uma reabilitação durável". Seguem-se, ao final da tarde, visitas a projetos de habitação pública municipal no Centro Histórico do Porto.

O segundo dia começa com a exposição da metodologia ENERPAT, por parceiros do projeto, e integra uma mesa-redonda sobre "Comprometimento na reabilitação sustentável do património edificado: uma estratégia para a revitalização do território".

A Câmara do Porto participa neste projeto europeu com vários parceiros associados, entre os quais a Universidade do Porto, a ESAP, a Direção Regional de Cultura do Norte, a AICCOPN e a DomusSocial, EM.

Além do Porto, participam no ENERPAT as cidades de Vitória, em Espanha, e Cahors, França, pertencendo a esta última a liderança do processo.