Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Politécnico do Porto não quer acabar com exames. Rui Moreira também não.
26-02-2015

Rosário Gamboa, presidente do Instituto Politécnico do Porto, defendeu ontem na RTP a continuação da obrigatoriedade dos exames de acesso ao ensino politécnico, contrariando o defendido pelo Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos. Também Rui Moreira defendeu a necessidade dos exames, como forma de seleção dos alunos, durante o seu programa televisivo das quartas-feiras.


Rui Moreira defendeu ontem na RTP Informação os exames no acesso ao ensino politécnico, no dia em que o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos defendeu o contrário. Falando no programa "Três Pontos" da RTP Informação, o presidente da Câmara do Porto afirmou estar de acordo com os atuais exames como forma de seleção dos alunos no acesso ao ensino superior e politécnico.


Também Rosário Gamboa, presidente do Instituto Politécnico do Porto, que ontem comemorou 30 anos e foi a convidada de Rui Moreira no programa televisivo, revelou ter votado vencida no Conselho Coordenador. À semelhança do autarca, também a responsável pelo maior politécnico do país entende que os exames são fundamentais, avisando que os fins dos exames pode ser entendido como estando rotular o ensino politécnico como sendo um ensino de segunda divisão, onde a exigência é menor.


Rui Moreira e Rosário Gamboa comentaram também a atualidade nacional e internacional, antes de abordarem o tema principal do programa de ontem: o ensino.




VEJA AQUI TODOS OS EPISÓDIOS DO PROGRAMA "TRÊS PONTOS"