Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Palácio das Artes expõe obras de mestres espanhóis das últimas décadas
22-11-2018
A Fundação da Juventude - Palácio das Artes inaugura nesta sexta-feira "O objeto da pintura - Mestres da Arte Espanhola das Últimas Décadas", com que apresenta um conjunto de obras da Coleção Mariano Yera.
Com curadoria de Guillermo Mora, em colaboração com Rosina Gómez-Baeza e Lucia Ybarra, a exposição inclui trabalhos de José Guerrero, Equipo 57, Antonio Saura, Luis Gordillo, Angela da Cruz, Juan Uslé, Perejaume e Antoni Tàpies, entre muitos.

A coleção centra-se na pintura espanhola das últimas décadas e pretende representar as diversas tendências da História da Arte naquele país.

Esta exposição reúne um conjunto de obras significativas, mas que podem surpreender pois não reproduzem a figuração tradicional, esse realismo tão marcante da história espanhola, antes evidenciando o espírito de uma época conturbada e de grandes contrastes.

A abordagem discursiva de "O objeto da pintura - Mestres da Arte Espanhola das Últimas Décadas" inclui também a visão particular de Mora, debruçando-se sobre as obras anteriores da coleção e em defesa de "uma pintura que em Espanha traçou o seu próprio caminho de maneira mais silenciosa, observando como a sua irmã, a pintura narrativa, teve mais voz e foi promovida muitas mais vezes como sendo ?a' espanhola".

Mora, que é o último artista a participar na Coleção Mariano Yera, traça a sua própria trajetória através da história da arte espanhola das últimas décadas, estabelecendo referências e afinidades seletivas que o levam a construir um habitat cheio de luz e cor.

De entrada livre, a exposição fica patente no Palácio das Artes (Largo de São Domingos) até ao dia 3 de março de 2019, de segunda a sexta-feira entre as 10 e as 13 horas e entre as 14 e as 18 horas, e aos sábados das 14 às 18 horas.