Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Palacete Pinto Leite está à venda
04-02-2016

A Câmara do Porto realiza no dia 16 de fevereiro uma hasta pública para tentar vender o Palacete Pinto Leite por, pelo menos, 1,55 milhões de euros e para fins "exclusivamente de natureza cultural, artística ou afins".


O leilão do Palacete instalado num terreno de 6.510 metros quadrados, foi aprovado em junho e chegou a estar agendado para dezembro, mas acabou adiado, porque a autarquia "concluiu que não precisava desse encaixe financeiro" em 2015, e condicionou o futuro do Palacete à instalação de um equipamento cultural.


O Palacete é composto por uma "área total coberta de 930 metros quadrados e uma área total descoberta de 5.580 metros quadrados", refere o anúncio. O prédio é "composto por uma casa de dois pavimentos com 385 metros quadrados e logradouro com 83 metros quadrados" e por uma "casa de quatro pavimentos com 545 metros quadrados e logradouro com 5.497 metros quadrados".


Na proposta analisada em reunião camarária, a autarquia alertava que o edifício, classificado como de "interesse patrimonial" e inserido numa "área verde privada a salvaguardar", começava a mostrar sinais de degradação.


"Em julho de 2009 o prédio foi formalmente restituído ao município, tendo vindo, desde então, a ser objeto de utilização ocasional para atividades de caráter sociocultural, e começando a evidenciar os primeiros sinais de degradação decorrentes da falta de uma permanente utilização e manutenção", referia o documento.


O edifício com traços do neopalladiano, de influência inglesa, é uma residência burguesa do século XIX, mandada construir por Joaquim Pinto Leite, da abastada família portuense Pinto Leite, em meados do século XIX.


A Câmara do Porto adquiriu a propriedade aos herdeiros em 1966, para instalar o Conservatório de Música, que ali funcionou de 1975 a 2008. A hasta pública está agendada para dia 16 de fevereiro, às 10,30 horas, no edifício dos Paços do Concelho.


+Info: Câmara Municipal do Porto