Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Olivier Saillard faz no Porto a estreia mundial da criação "Couture Essentielle"
17-03-2017

A estreia mundial de "Couture Essentielle" acontece hoje no Salão Árabe do Palácio da Bolsa, pelas 21,30 horas, e o Porto. convidou o criador deste desfile performativo, Olivier Saillard, a descrever o evento. O diretor do Palais Galliera / Museu da Moda de Paris aproveitou para deixar também as suas impressões sobre a cidade.


Para Saillard, esta é uma performance que se alimenta das memórias da moda, tendo como público-alvo todo o tipo de pessoas que se identificam com a moda e com a roupa, com o sentimento intimista que se obtém de vestir uma determinada peça de roupa.


A par da faceta de diretor, Saillard é também um historiador da moda, conhecido pela imprensa especializada como um "performeur", um erudito e um iconoclasta.


O historiador e curador de moda começou a ousar criar aquando da escrita dos seus "shopping poems", que produziu num período menos bom da sua vida, quando vivia em Marselha e era conservador do Museu da Moda daquela cidade. Os poemas descreviam o modo como a roupa era apresentada na imprensa quando esta não está ligada à moda.


A performance que Olivier Saillard apresenta esta noite no Palácio da Bolsa é uma mímica desempenhada por manequins que foram, essencialmente também, próximas dos grandes costureiros e que sabem como decorre o trabalho nos bastidores da alta-costura.


É a memória desse tempo que Olivier Saillard quer preservar e dar a conhecer. O diretor do "Palais Galliera", na sua função de conservador do património, tem interesse em revelar os gestos das "pequenas mãos" de todos os que contribuem para o ato de criação da moda.


Ainda assim, para Saillard, este tipo de performance é quase impossível de ser descrito. Segundo o autor, os movimentos mimetizados têm de ser prudentes para que não se aproximem demasiado de um espetáculo de dança contemporânea ou de um espetáculo de teatro. A definição mais aproximada, para o criador, é um "território gestual da moda", que se alimenta da moda. É um savoir faire que preside à moda.


Olivier Saillard estabelece um paralelo entre o corpo e a roupa. Para este performeur, o importante é mostrar o processo de fazer moda e de como isso pode ser englobado no nosso dia-a-dia.


Esta é a primeira visita do diretor do Palais Galliera a Portugal. O historiador afirmou ao Porto. ter ficado muito agradado com a cidade, com o facto de o Porto ser uma cidade "com água", dizendo que "se respira muito bem aqui, nota-se que há aqui um rio e o mar". Salientou também que constatou tratar-se de uma cidade muito eclética e autêntica, que conserva ainda as suas lojas mais tradicionais com os edifícios renovados.


O desfile performativo "Couture Essentielle" repete às 19 horas de sábado, também no Salão Árabe do Palácio da Bolsa.


Bilhetes e mais informações podem ser obtidos aqui.