Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Obras no Cerco dão nova vida ao bairro de Campanhã
13-07-2018
Os moradores do Bairro do Cerco ficaram a conhecer os pormenores da empreitada de reabilitação e remodelação daquele complexo habitacional, localizado na freguesia de Campanhã. A empreitada foi explicada, ontem, numa sessão com o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, e o vereador da Habitação e Coesão Social, Fernando Paulo.

As obras, geridas pela empresa municipal Domus Social, foram iniciadas a 19 de junho - primeira fase - e preveem a reabilitação de 11 blocos, correspondentes a 286 fogos, onde residem 693 pessoas. Irão contemplar os edifícios 4, 11, 12, 14, 15, 18, 23, 25, 27, 28 e 29, num investimento de quase 5,5 milhões de euros (5.492.976,50 euros), comparticipado a 85% a fundo perdido no âmbito de uma candidatura ao PEDU - Planos Estratégicos de Desenvolvimento Urbano.

A empreitada, dividida em três fases, prevê um prazo de execução de 600 dias (até fevereiro de 2020) e compreende trabalhos ao nível das coberturas (aplicação de painéis "sandwich" e isolamento térmico); fachadas e empenas (isolamento térmico e pintura); instalação e remodelação de equipamentos mecânicos (rede de gás, sistemas de ventilação e exaustão); instalações elétricas e de telecomunicações; instalação e remodelação de equipamentos hidráulicos (coluna montante da rede de abastecimento de água, substituição da rede de drenagem de águas pluviais).

Inclui, ainda, a aplicação de vãos e caixilharias, com substituição integral dos estores, das portas de entrada das habitações, das caixilharias existentes e substituição integral da caixilharia das lavandarias com inclusão de estendais.

Nas zonas comuns será feito o encerramento e tratamento da envolvente exterior e interior das caixas de escadas coletivas, nomeadamente com aplicação de caixilharia, de revestimentos em pavimentos, paredes, tetos e fecho da entrada.

A primeira fase, já iniciada, cuja data prevista de conclusão é março de 2019, incide sobre os blocos 25, 27, 28 e 29, correspondentes a 144 fogos. A segunda fase irá reabilitar os edifícios 11, 12 e 18 (92 fogos), com data prevista de conclusão em setembro de 2019. A terceira e última fase da empreitada irá contemplar os blocos 4, 14 e 15 (50 fogos) e deverá estar terminada em fevereiro de 2020.

O Bairro do Cerco do Porto foi construído em 1963 e ampliado em 1991. É constituído por 892 fogos, distribuídos por 34 blocos. Atualmente residem neste complexo mais de duas mil pessoas, sendo o bairro municipal com mais residentes e o segundo maior no que diz respeito ao número de fogos, suplantado apenas pelo Bairro das Campinas.