Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

O São João mais seguro de sempre teve menos de 50 ocorrências registadas
25-06-2017
Pela primeira vez, a Proteção Civil Municipal registou menos de 50 ocorrências, metade foram pequenos problemas resolvidos no local e só 25 pessoas tiveram que recorrer ao hospital. São números extraordinariamente baixos, que mostram uma cidade segura e com elevado nível de civismo. O Centro de Gestão Integrada, criado há dois anos pela Câmara do Porto desempenhou papel fundamental na gestão da noite.

Terminou mais uma noite de São João do Porto, que pela sua dimensão potencia uma grande mobilização de pessoas, aumentando a probabilidade de ocorrência de situações atípicas e inusitadas.

Este ano, a Proteção Civil Municipal registou 49 ocorrências (fundamentalmente situações pré-hospitalares), das quais 25 careceram de transporte para uma unidade hospitalar. Uma redução para praticamente metade, relativamente ao registo do ano passado que totalizou 91 ocorrências.
 
O Centro de Gestão Integrada voltou a demonstrar as suas mais-valias durante eventos de grande envergadura, onde estiveram operacionais das forças de segurança, proteção civil  e demais entidades externas, numa monitorização de todos os espaços para que, caso houvesse algum incidente, este fosse prontamente avaliado e resolvido.
 
O número inferior a 50 ocorrências pré-hospitalares é considerado excelente pelas autoridades, dada a quantidade de pessoas presentes e dada a tradição de alguns excessos propiciados pela data. Calcula-se que mais de 500 mil pessoas tenham estado na noite de dia 23 nas ruas do Porto a festejar o São João, pelo que as ocorrências não ultrapassam o rácio de 1 para 10 mil.

Na sua página de Facebook, o presidente da Câmara, Rui Moreira, deixou entretanto uma mensagem aos funcionários e colaboradores que tornam possível a festa. "Quero elogiar o trabalho "invisível" de centenas de funcionários e colaboradores municipais, das forças de segurança, dos transportes, da limpeza. São uns heróis, pelo brio, zelo, entrega e valor. Eles tornam todos os anos a noite de São João mais limpa, mais segura, mais confortável e mais sustentável. A nossa festa orgulha-nos. O Porto orgulha-nos. Os nossos funcionários (públicos) orgulham-me muito. E o civismo do nosso Porto também. Obrigado".