Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

O Porto para ler na revista de bordo da British Airways
19-10-2016

A revista de bordo da British Airways, "Business Life", na sua rubrica "Stuff", publicada online a sete de outubro, dedicou um artigo extenso à cidade do Porto, que, de acordo com o respetivo site, tornou-se numa das notícias mais lidas do mesmo.


Intitulado "Guia da Cidade: O futuro do Porto (no original City Guide: The future of Porto)", a Business Life convida o leitor a embarcar na "pitoresca segunda cidade de Portugal" que, segundo Tim Hulse, o editor da revista e autor da reportagem, "fervilha de ideias inovadoras e tem grandes ambições para o futuro".


É feita menção à estátua do Infante D. Henrique, o príncipe do século XV que nasceu na cidade e provavelmente impulsionou a Era dos Descobrimentos que remete para um senso de aventura e empreendedorismo desde há muito embutidos no ADN local, que ajudou a construir as indústrias já estabelecidas do vinho do porto, do têxtil e do calçado e que agora está a fazer nascer uma nova geração de startups.


A Universidade do Porto assumiu um papel importante nesta transformação, nomeadamente com o UPTEC, o seu Parque de Ciência e Tecnologia, uma incubadora privilegiada da cidade, que acolhe atualmente mais de 160 projetos diferentes de negócios em vários estágios de desenvolvimento. Nas proximidades, o Factory Design do Porto, parte do Politécnico da cidade (o maior em Portugal), constitui um projeto ambicioso que visa produzir uma nova geração de inovadores.


O artigo refere o sucesso do site de moda Farfetch que, apesar de ter sede em Londres, foi fundado por um portuense, José Neves. Outra história de sucesso local é a Veniam que cria redes de veículos conectados. O empresário Nuno Veloso, que lançou o primeiro dos seus espaços de coworking no Porto há dois anos, diz que quando abriu o seu primeiro negócio, os seus clientes eram todos portugueses, com a exceção de um alemão. Agora, cerca de 40 por cento são do estrangeiro.


Em relação ao Doing Business, aspetos como Portugal ter o mesmo fuso horário do Reino Unido, e as horas de expediente serem semelhantes, do inglês ser amplamente (e bem) falado, e dos moradores do Porto tenderem a ser extremamente acolhedores para com os estrangeiros, "reforçam a confiança e os relacionamentos, elementos extremamente importantes no mundo dos negócios".


Quanto à gastronomia, o lugar de destaque é dado à francesinha. Já para passeios ou aventuras pela cidade, as ruas estreitas e empedradas ruas do centro do Porto são apontadas como lugares para viver verdadeiras aventuras em termos de compras e passeios turísticos. A não esquecer a quase obrigatória visita às caves de vinho do porto do outro lado do rio e que têm à disposição uma variedade de passeios e experiências. Para quem puder, Tim Hulse aconselha a visitar o Vale do Douro, a cerca de 100 km a montante. Cruzeiros e excursões de um dia de carro são fáceis de arranjar e valem a pena para ver a magnificência dos vinhedos da região, que caem em cascata pelos declives íngremes do vale.


A Business Life publica igualmente alguns comentários dos seus seguidores da página de LinkedIn sobre o Porto.


Digno de nota é também o fato da mundialmente famosa escritora JK Rowling ter vivido no Porto no início dos anos 90, onde ensinou inglês e começou a escrever o primeiro dos livros da saga Harry Potter. Diz-se que encontrou inspiração em várias partes da cidade, entre elas, a "famosa" livraria Lello, com a sua escadaria neo-gótica.


Sendo um importante centro de produção de moda de alta qualidade, o Porto já recebeu nomes como Paul Smith, Stella McCartney, Ralph Lauren e Burberry que utilizaram instalações de produção na área.


O artigo refere, ainda, o Aeroporto Francisco Sá Carneiro situado a cerca de 11 Km do centro da cidade, com bons acessos de transporte público.


A British Airways voa de Londres Gatwick para o Porto, seis vezes por semana no verão e quatro vezes por semana no inverno (início de novembro).


+Info: Ler artigo original