Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

O Porto mostrou o novo cérebro que comanda a cidade e que já será usado na passagem-de-ano
19-12-2016
Animação, transporte, protecção civil, segurança e ambiente operam a partir do novo Centro de Gestão Integrada da cidade que hoje foi apresentado. STCP e Metro ajudam na maior operação de sempre montada para uma passagem-de-ano, que desta vez contará com quatro palcos no Porto.


Em 2013, Rui Moreira anunciou que pretendia tornar a passagem-do-ano numa data referencial para a cidade, à semelhança do que acontecia em outras grandes cidades europeias e mundiais. Três anos depois, o Porto é o destino mais procurado nessa data em todo o país, todas as unidades hoteleiras estão esgotadas e o sucesso do evento é visto pelo executivo camarário como um verdadeiro desafio à capacidade de resposta das estruturas da cidade.

Da animação ao ambiente, da proteção civil à mobilidade, praticamente todos os pelouros estão envolvidos na mega-operação que representa o evento que, desta vez, contará com muitas novidades que começam no novo Centro de Gestão Integrada (CGI), o cérebro que comanda a cidade usando tecnologias de última geração e que conhecerá o seu primeiro grande teste dentro de dez dias.

Na verdade, o centro já existia em 2015, após a digitalização total da antiga sala de controlo de tráfego e com a articulação de vários serviços e entidades. Mas, este ano, deu-se o passo final e decisivo, com a mudança de instalações e a criação de novas valências que o tornam, agora, totalmente operacional.



AVENIDA DOS ALIADOS ESTARÁ LIMPA ÀS PRIMEIRAS HORAS DE SOL

O Pelouro do Ambiente, por exemplo, fará a gestão das suas operações de recolha e limpeza com base em eventos reais na cidade controlando a noite a partir do CGI. Há um ano, este sistema de gestão tinha já sido testado com enorme sucesso, permitindo que a Avenida dos Aliados tivesse acordado limpa, pelas 8 horas da manhã, após os serviços de ambiente terem recolhido 15 toneladas de vidro e 13 toneladas de indiferenciados.


TECNOLOGIA DE ÚLTIMA GERAÇÃO PARA GERIR A CIDADE

É a partir deste novo Centro de Gestão Integrada (CGI) que a Câmara do Porto, as entidades envolvidas na Proteção Civil, Segurança, Transportes, Animação e Ambiente farão o acompanhamento da noite de ano novo, permitindo-se tomar medidas imediatas, de forma coordenada e centralizada.

As novas instalações do CGI são compostas por duas áreas, uma sala de operações com 81 m2, que alberga 16 postos de trabalhos, e uma sala de crise com 47,5 m2.
 
A infraestrutura passiva e ativa da rede de comunicação de dados está presente numa sala técnica dedicada com 11 m2, equipada com sistema de ar condicionado redundante, sistema automático de deteção de incêndios, sistema de videovigilância e controlo de acessos e sistema de monitorização de condições ambientais (temperatura e humidade).
 
Em termos de alimentação elétrica, o edifício dispõe de unidades de energia socorrida redundantes e de um grupo gerador, para garantir a sua operação 24 horas por dia, sete dias por semana e 365 dias por ano.
 
Em termos de solução de rede de comunicação de dados, o CGI interliga-se à rede metropolitana da cidade através de duas ligações redundantes de fibra ótica operacionalizadas a um débito de 10 Gbit/s e que permite a ligação a todos os edifícios municipais importantes para a sua atividade, nomeadamente os edifícios dos Paços do Concelho, dos Correios, da Policia Municipal, etc. Está ainda preparada a ligação a entidades externas e a salas de comando tais como a sala de operações do Metro do Porto, dos STCP, da PSP, do CDOS, INEM etc.
 
Na sala de operações as entidades de segurança (PM e PSP), de gestão de tráfego (Pelouro da Mobilidade), de emergência (Proteção Civil e Bombeiros Sapadores) e de gestão de resíduos/ambiente ocupam postos de trabalho dotados de equipamentos terminais de elevada performance (computadores, terminais VoIP, equipamentos de rádio comunicações), operando vários subsistemas críticos na operação e gestão da cidade tais como o sistema de controlo de tráfego (semáforos), o sistema de vídeo, o sistema de controlo de acessos da zona ribeirinha, etc.
 
A sala de operações está ainda equipada com um ecrã de vídeo composto por 10 monitores de 47", que permite uma área de visualização composta por 40 câmaras de vídeo da cidade simultaneamente, permitindo ainda a injeção de fontes de vídeo externa tais como dashboards, mapas interativos, sinóticos, etc. Existem, neste momento, mais de 130 câmaras na cidade a quem o CGI acede.
 
A sala de crise dispõe, ainda, de sistema de projeção de vídeo e de vídeo-conferência permitindo a interligação das entidades a operar no CGI e entidades externas  no âmbito da segurança e socorro nacionais.


MAIOR OPERAÇÃO DE TRANSPORTE PÚBLICO DE SEMPRE NO PORTO

A festa de fim-de-ano está a ser encarada pela Câmara do Porto também como uma enorme operação de mobilidade e a STCP prepara o mais completo e intenso serviço de transporte noturno de sempre na cidade, quadruplicando o número de veículos que normalmente operam durante a noite, o que lhe dará uma capacidade de transporte acrescida de três mil passageiros por hora, por linha, a que se junta o serviço de Metro, que estará a operar a 100% da sua capacidade, nas principais linhas, A,B,C e F e linha D (que atravessa os Aliados). Durante a madrugada, apenas a linha E (aeroporto) não estará a operar.
 

SERVIÇO DE MADRUGADA INÉDITO NA STCP

Também a STCP tem um serviço especial que será testado pela primeira vez nesta passagem do ano, quadruplicando a sua capacidade habitual, o que está a ser articulado com os serviços de mobilidade da Câmara do Porto, que criará canais próprios para os autocarros onde não houver circulação de trânsito. O reforço das linhas faz-se nos seguintes percursos, entre as 21 horas e as 5,30 horas.


ESTACIONAMENTO A 95 CÊNTIMOS POR 12 HORAS EM QUATRO PARQUES

O serviço de transportes públicos reforçado será optimizado graças à articulação conseguida com vários parques de estacionamento da cidade, que praticarão uma tarifa única de 0,95 cêntimos por doze horas de estacionamento, com a utilização do Andante. Note-se que os veículos de duas rodas poderão estacionar gratuitamente no Parque da Trindade.

Esta operação articulada entre a Câmara do Porto, as autoridades policiais, Metro, STCP e Parques da Cidade, fornece soluções de mobilidade integradas inéditas. Ainda assim, aconselha-se os utentes a adquirirem e carregarem com viagens antecipadamente os títulos Andante para evitar filas para pagamento. Recorde-se que, só na Avenida dos Aliados são esperadas mais de 100 mil pessoas.


PROTEÇÃO CIVIL E SEGURANÇA PÚBLICA

Os aspetos relacionados com a segurança têm merecido grande atenção por parte da Câmara do Porto e das forças de segurança. O lay-out do evento é cuidadosamente pensado, as esplanadas são retiradas e parte do mobiliário urbano removido, para evitar a existência de obstáculos. Existem também equipas de socorro, quer em veículos medicalizados quer equipas apeadas, que permitem intervenções mais céleres em caso de emergência.
Estão criados corredores de segurança de acesso aos hospitais e o número de efetivos das forças policiais tem vindo a ser adequado ao crescimento do evento. Este ano, a empresa municipal Porto Lazer investiu em diminuir a pressão junto do palco principal do evento para melhorar as condições de conforto e de segurança.


MAIS ESPETÁCULOS E MAIS TEMPO DE FESTA NA BAIXA

A contagem regressiva para a chegada do novo ano no Porto também trará novidades este ano. Assim, e para além dos Aliados, a Câmara do Porto preparou mais três palcos alternativos, com estilos de música diferente na Praça de D. João I, Praça dos Poveiros e Praça dos Leões. Todos com acesso livre.
A programação foi também cuidada por forma a motivar que os grandes fluxos de pessoas aconteçam de foram mais diluída no tempo, regressando-se a um modelo de dois espectáculos no palco principal, com uma paragem à meia-noite, para o espectáculo de pirotecnia, que este ano terá uma novidade quanto à contagem decrescente. 

Na principal sala de visitas da cidade o programa inclui, assim, duas bandas portuguesas. A partir das 22,30 horas de 31 de dezembro, sobem ao palco dos Aliados os Blind Zero, banda liderada pelo portuense Miguel Guedes.

Reconhecidos pela sua energia em palco e a caminho de lançarem o seu oitavo disco, os Blind Zero despedem-se de 2016 com um concerto especial no maior palco da cidade, recordando alguns dos temas mais marcantes dos seus 20 anos de percurso, como "Slow Time Love", "Shine On" e "Recognize", entre muitos outros.

À meia-noite, e como é tradição no Porto, terá lugar o espetáculo piromusical, lançado a partir do edifício da Câmara Municipal.

Às 00,20 horas, e já como anfitriões da chegada de 2017, a música prossegue com Os Azeitonas, naquele que será o último concerto da banda com Miguel Araújo, que passará a dedicar-se exclusivamente à sua carreira a solo.
Como sempre, Os Azeitonas prometem um espetáculo cheio de energia e boa disposição e em que não vão faltar os principais êxitos da banda, como "Anda Comigo Ver os Aviões", "Ray-Dee-Oh" ou o mais recente "Cinegirasol".


MAIS TRÊS PALCOS NA CIDADE E MAIS CONFORTO

Mas, este ano, há mais três palcos alternativos na Passagem de Ano do Porto, que serão instalados na Praça de D. João I, na Praça dos Poveiros e na Praça dos Leões (Praça de Gomes Teixeira). 
A animação musical nestes palcos começará, tal nos Aliados, a partir das 22,30 horas, prolongando-se até às 3 horas da manhã. Porém, logo a partir das 15 horas do dia 31 de dezembro, estes três locais vão proporcionar um conjunto de iniciativas direcionadas para um público mais jovem, para além de uma arruada por cada uma das praças pela Batucada Radical.

Finalmente, importa ainda destacar que, na tarde de 1 de janeiro, a partir das 16 horas, o palco montado nos Aliados receberá o Concerto de Ano Novo, pela Banda Sinfónica Portuguesa.

Além dos palcos suplementares, haverá na Baixa do Porto, montados pela Porto Lazer, WC portáteis, bares e ecrãs gigantes.


PROGRAMA (31 dezembro-1 janeiro)

> Avenida dos Aliados

22:30-23:50 - Concerto Blind Zero
23:55-00:00 - Countdown
00:00-00:15 - Espetáculo piromusical
00:30-02:30 - Concerto Os Azeitonas
 
> Praça dos Leões

15:00-18:00 - Workshop Construção de Marionetas de Papel
15:00-15:30 - Batucada Radical
22:30-03:00 - Dj's Sete Magníficos
 
> Praça de D. João I

15:00-18:00 - Contos Cantados
16:00-16:30 - Batucada Radical
22:30-01:00 - Dj Rodrigo Affreixo
01:00-03:00 - Dj set Holy Nothing
 
> Praça dos Poveiros

15:00-18:00 - Kids Jam Sessions
17:00-17:30 - Batucada Radical
22:30-01:00 - Dj Isidro Lisboa
01:00-03:00 - Dj set Throes + The Shine