Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

O mundo rural da Índia está na exposição fotográfica de Cristina García Rodero
19-12-2019
"Terra de Sonhos" é o nome da exposição de fotografia de Cristina García Rodero, que revela a singularidade e a assimetria do mundo rural da Índia, a partir de hoje na Praça de Gomes Teixeira, frente à Reitoria da Universidade do Porto.

Composta por 40 trabalhos da fotógrafa, a exposição - que foi inaugurada pelo presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, e o presidente honorário do BPI e curador da Fundação "la Caixa", Artur Santos Silva, na presença da própria Cristina García Rodero - pretende dar voz às mulheres das comunidades rurais de Anantapur (Andhra Pradesh), uma das zonas mais pobres da Índia, e destacar o seu poder na transformação das suas comunidades. Cristina García Rodero soube entrar neste mundo, fundir-se na alegria e no sofrimento daqueles que encobrem, com cor e graciosidade, o claro-escuro (chiaroscuro) da sua própria existência.

A exposição "Terra de Sonhos", organizada pela Fundação "la Caixa", em colaboração com o BPI, a Fundação Vicente Ferrer e a Câmara do Porto, faz parte do programa "Arte na rua", através do qual a Fundação "la Caixa" pretende aproximar a arte às pessoas fora do contexto habitual dos museus e das salas de exposições. A estratégia assenta no princípio de assumir a cultura e a arte como ferramentas essenciais para promover o desenvolvimento dos cidadãos, sendo objetivo da Fundação "la Caixa" contribuir para a sensibilização do público através do acesso a conteúdos artísticos, designadamente nas exposições itinerantes que organiza.

Iniciado em Espanha em 2006, o programa "Arte na rua" procura assim transformar o espaço público num museu ao ar livre e levar ao público o trabalho de artistas de renome internacional, como foram já os casos de nomes de referência da modernidade - como Auguste Rodin ou Henry Moore - e artistas contemporâneos - como Manolo Valdés, Igor Mitoraj ou, mais recentemente, o fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado.

Agora, "Terra de Sonhos" resulta do convite a Cristina García Rodero para documentar as condições de vida das comunidades indianas de Anantapur. Durante um mês e meio, a fotógrafa visitou hospitais, centros de acolhimento de mulheres vítimas de violência, oficinas, escolas e casas, realizando fotografias que dão voz a pessoas que são, muitas vezes, esquecidas: crianças, pessoas com deficiência e, especialmente, mulheres. Mães, camponesas, costureiras, noivas de diferentes religiões, professoras, enfermeiras e estudantes têm um papel de destaque neste projeto, pois representam um dos principais motores na transformação das comunidades de Anantapur.

Nascida em Puertollano (Ciudad Real) em 1949, Cristina García Rodero licenciou-se em Belas Artes pela Universidad Complutense de Madrid. Foi a primeira espanhola a ser admitida na prestigiada agência de fotojornalismo Magnum. De entre a sua vasta obra, destaca-se a "España oculta", que faz parte da Coleção "la Caixa" de Arte Contemporânea. Recebeu inúmeros prémios, incluindo o "World Press Photo" em 1993, o "National Photography Award" em 1996, o "FotoPres la Caixa" em 1997, o "PhotoEspaña" em 2000, o Prémio Godó de Fotojornalismo em 2000, as medalhas de ouro do Mérito em Belas Artes, em 2005 e em Castilla-La Mancha em 2016, e o prémio "PhotoEspaña", em 2017. É a primeira fotógrafa espanhola a ter um museu próprio, na sua cidade natal.

//
"Terra de Sonhos"
Cristina García Rodero

De 19 de dezembro de 2019 a 15 de janeiro de 2020
Praça de Gomes Teixeira
Horário livre. 

Visitas guiadas para o público em geral:
- sábados às 18 horas e domingos às 12 horas, sem necessidade de marcação prévia.

Visitas de grupos escolares:
- de 2.ª a 6.ª feira, das 9,30 às 13,30 e das 16 às 18 horas, mediante marcação prévia através do número telefónico 800 780 344.

Acesso gratuito.