Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

O futuro das Cidades Criativas em discussão no Porto até esta sexta-feira
25-01-2017

Depois de Madrid e Campinas (Brasil), é no Porto que se debate, a partir de hoje e até à próxima sexta-feira, o futuro das cidades criativas. Temas como tecnologia, arquitetura ou cidadania vão estar em foco na quinta edição do Congresso Internacional de Cidades Criativas.

Na conferência inaugural, que decorreu esta manhã no auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett, Francisco García García, codiretor do evento, reconheceu o Porto como cidade criativa que mantém a "história e alma" ao mesmo tempo que "olha para o futuro e para a investigação".

"Viver bem, é viver numa boa cidade. E o Porto é uma boa cidade. É maravilhoso para as pessoas que vivem aqui, mas também para os que vêm de fora, encontrar novas coisas e melhorias. Isto é que ser uma cidade criativa", destacou.




Orador convidado do painel de abertura, Rui Moreira salientou que o Porto "tem-se afirmado como centro agregador de inovação e criatividade, revelando-se uma cidade dinâmica, cosmopolita e criativa".

O presidente da Câmara do Porto admite que as várias ações do município "têm vindo a potenciar a multiplicação de agentes, de processos e de projetos criativos pelos mais diversos espaços urbanos." O autarca deu como exemplo os "múltiplos canais de apoio à criação contemporânea no domínio da arte, o plano de renovação do tecido económico e sociocultural de Campanhã e os contínuos programa de expansão da Cultura para todas as freguesias da cidade".

Para além de Rui Moreira e Francisco García García, fizeram ainda parte do painel de abertura o Reitor da Universidade do Porto, Sebastião Feyo, a Diretora da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), Fernanda Ribeiro, a coordenadora Científica do CITCEM, Cristina Cunha, e o Codiretor do Congresso-Portugal, Luís Alberto Alves.

O programa do evento, que decorrerá até à próxima sexta-feira, 27 de janeiro, repartido pela Biblioteca Municipal Almeida Garrett e a Faculdade de Letras da Universidade do Porto, contempla sete mesas redondas, com temas como Tecnologia, Cultura, Arquitetura, Cidadania, Educação, Turismo ou Identidade Urbana; dois fóruns de Cidades Criativas, onde estarão representadas várias cidades nacionais e internacionais, como Porto, Idanha-a-Nova, Sabrosa, Filadélfia (EUA), Montevideu (Uruguai) e Christchurch (Nova Zelândia); e 25 sessões de comunicações, com participantes e trabalhos procedentes de vários continentes e das mais diversas áreas.

A iniciativa é organizada pela Associação Científica ICONO14 (Espanha), em parceria com a Universidad Complutense de Madrid, a Faculdade de Letras da Universidade do Porto, o CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória da Universidade do Porto, tendo o apoio institucional da Câmara do Porto.

Programa e mais informações aqui.