Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Nova via entre bairros
01-09-2015

Está a ganhar forma a nova rua que a Câmara do Porto está a abrir entre os bairros Dr. Pinheiro Torres e Novo da Pasteleira. A obra, orçada em 667 mil euros, consiste na construção de uma via de atravessamento dos dois bairros e insere-se na estratégia de "permeabilizar as zonas onde há bairros sociais". A artéria está a ser construída em terrenos que já eram propriedade da autarquia.


No lançamento da obra, em abril deste ano, o presidente da Câmara lembrou estar a cumprir uma promessa eleitoral: "Estamos aqui a cumprir. Era absolutamente indispensável abrir aqui uma rua, quer para criar um novo acesso na cidade, quer para limpar a chamada viela dos Mortos", afirmou no lançamento da empreitada, acompanhado pela vereadora da Mobilidade, Cristina Pimentel (recorde em vídeo).




As imagens, obtidas esta segunda-feira, mostram uma obra a decorrer em bom ritmo que dentro de pouco tempo ligará de uma forma direta a Rua de Bartolomeu Velho com a Rua D. João de Mascarenhas. Nessa altura, o troço da Rua D. João de Mascarenhas, compreendido entre as ruas Diogo Botelho e da Pasteleira, passará a dispor de dois sentidos, o que implicará um novo desenho do cruzamento com a Rua Diogo Botelho e uma reestruturação do funcionamento dos semáforos aí existentes.


"Ao criar aqui uma nova circulação e novos sentidos de trânsito não só se descongestiona um pouco a rua de Diogo Botelho, como se cria mais circulação nestes bairros", afirma Rui Moreira, sustentando acreditar que "vai ter muito impacto na segurança" da zona, num espaço que era "terra de ninguém".


A empreitada implica a intervenção num total de 750 metros de via (450 metros de via nova e o restante de via já existente), mas, para além da abertura do novo arruamento, a obra inclui um projeto para requalificação do espaço envolvente, com modelação do terreno, plantação de árvores e arbustos, sementeira de relvados e prados e implantação de um sistema de rega. Estão ainda a ser colocadas novas redes de águas pluviais e residuais, abastecimento de água e iluminação pública.


A obra está a cargo da Empresa Municipal de Gestão de Obras Públicas (GOP) e ficará pronta este ano.