Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Nova fase dos trabalhos de musealização do Rio da Vila
05-11-2018
A musealização da galeria subterrânea do Rio da Vila está a avançar e entra numa nova fase a partir desta terça-feira.

Depois de realizadas as obras de construção do estaleiro na Estação de Metro de São Bento, onde funcionará a zona de acolhimento dos visitantes, a empreitada acompanha o curso de água e avança agora em direção à Ribeira com o início efetivo da obra.

A galeria do Rio da Vila, um dos principais rios da cidade que foi entubado no século XIX, encerra pedaços da História do Porto e curiosidades que ficarão à vista de todos quando estas obras terminarem, mas de que pode já descobrir um pouco mais seguindo esta ligação.

A nova fase dos trabalhos, com uma duração prevista de 150 dias, implica alguns constrangimentos nas vias de trânsito e nos passeios da Rua de Mouzinho da Silveira, da zona envolvente à Praça de Almeida Garrett e Estação de São Bento, na área pedonal para a faixa de rodagem com a redução para duas vias de circulação automóvel, que assegurarão os dois sentidos. Haverá ainda supressão do estacionamento no sentido ascendente, após o entroncamento com a Rua de Trindade Coelho, e a deslocação da paragem de autocarro existente para a área imediatamente anterior a este entroncamento. (veja os pormenores aqui). Todos os locais estarão devidamente sinalizados, assim como sugestões de trajetos alternativos, e haverá suporte policial na gestão do trânsito. 

Esta empreitada visa a musealização de um troço de cerca de 350 metros do rio que corre sob a Rua de Mouzinho da Silveira, entre a Estação de São Bento e o Largo de São Domingos, e permitira o reencontro da cidade com vestígios da ocupação desde os romanos aos dias de hoje.