Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Nova edição do Jornal Porto. começa hoje a ser distribuída pela cidade
28-02-2018

É a quinta edição do Jornal Porto., a primeira do segundo mandato de Rui Moreira. Após o lançamento das quatro primeiras edições, entre 2015 e 2017, chega agora à caixa de correio de todos os portuenses e ainda às moradas comerciais da cidade o primeiro número de 2018 da publicação produzida pela Câmara do Porto. O objetivo é intensificar a periodicidade, tornando o jornal bimensal.


A distribuição do Jornal Porto. inicia-se esta quarta-feira, com a cobertura de todo o território do Município. Com uma tiragem de 180 mil exemplares, a mais recente edição desenvolve-se a partir de três temas-chave: o investimento realizado em habitação; as obras do Mercado do Bolhão; e a estratégia municipal de mobilidade em curso.

Sobre o primeiro eixo, é feita uma análise minuciosa do pensamento estratégico que norteia a política de habitação da cidade, com evidências de medidas em curso, projetos-piloto e parcerias que concorrem para melhoria contínua da harmonia do espaço urbano - que se quer uno, sem guetos.

Na entrevista feita a Francisco Rocha Antunes, do Gabinete do Mercado do Bolhão, ficamos a saber detalhes nunca antes noticiados - porque nunca antes questionados - sobre todo o processo que envolve as obras de restauro e de modernização do emblemático edifício, bem como a preparação da "alma" do Bolhão, os seus comerciantes, para o processo de transferência para o Mercado Temporário, que está pronto desde setembro de 2017 e reúne condições técnicas impossíveis de igualar.

Do mesmo modo, são reveladas as campanhas de comunicação preparadas para fidelizar os clientes do mercado, sendo ainda proposto aos leitores um exercício de antecipação a dois anos, altura que se estima o restauro definitivo do Bolhão esteja concluído. Vive-se um momento histórico para a cidade e todas as forças políticas estão unidas em torno deste desígnio.



Com o aumento da atividade na cidade, são múltiplos dos desafios que se colocam. Porque há mais empresas, porque o Porto está mais interessante e porque o comércio tradicional recuperou a dinâmica que tinha. O turismo aumentou e as obras de reabilitação urbana, públicas e privadas, causam mais constrangimentos ao trânsito. Ainda assim, sem poder contar com a VCI que, há muito, ultrapassou a sua capacidade de utilização, a cidade move-se.

Desde a obra feita em bairros e ilhas do Porto, que Rui Moreira apresentou no Parlamento, aos trabalhos que decorrem a bom ritmo no Intercetor do rio Tinto, passando pelo investimento que está a ser feito para maximizar a oferta desportiva na cidade, pelo programa Porto Amigo, que conta agora como parceira a associação Just a Change, ou ainda pelo recente reforço de mais 60 agentes da Polícia Municipal, são múltiplos os temas que também merecem destaque.

Mas há muito mais para ler nas 24 páginas do jornal, que continua a cruzar-se com outras realidades, com a secção denominada "O Porto e o Mundo". Desta feita, viajámos até Zurique. Há ainda Sangue Novo que corre nas veias da cidade, a mesma que pertence à "Russa", que não tem vergonha de dizer que vem do Aleixo a uma plateia de cinéfilos de Berlim. E, a toda a velocidade, começámos já a preparar o próximo número, a sair ainda antes do Campeonato do Mundo de Ralis, que regressa ao Porto em maio.

Este é a primeira edição de 2018, a primeira com conteúdos integralmente produzidos pelo Gabinete de Comunicação e Promoção da Câmara do Porto. O objetivo é chegar a todas as residências e estabelecimentos comerciais, bem como aos equipamentos municipais e culturais da cidade, entre eles a Casa da Música, a Fundação de Serralves, o Teatro Nacional São João e o Coliseu Porto.