Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Nova edição do Criatório tem maior orçamento e abre apoio a espaços
09-12-2019
A quarta edição do programa municipal Criatório foi hoje aprovada por unanimidade em reunião de Câmara e apresenta um novo formato que contempla 15 bolsas para projetos de criação e, pela primeira vez, 10 bolsas para espaços de programação.

O programa de apoio abre o período de candidaturas já na próxima semana, a 18 de dezembro, e o valor do apoio previsto para cada projeto mantém-se fixado nos 15.000 euros.

O Criatório - um dos projetos integrantes da PLÁKA, plataforma que consubstancia a política municipal de apoio à prática artística contemporânea no Porto - já apoiou 48 projetos de criação nos últimos três anos e tem como principal objetivo contribuir para a consolidação da atividade de artistas, agentes e espaços culturais provenientes de múltiplas disciplinas na cidade.

O orçamento de cada uma das três primeiras edições havia sido de 240.000 euros para o apoio de 16 projetos de criação artística. Com este novo formato, o Criatório aumenta não só em termos de orçamento, como também no número de projetos apoiados: com um orçamento total de 375.000 euros, o programa de apoio à criação e programação artísticas contemplará 25 projetos em 2020.

A composição do júri foi reestruturada para melhor responder às novidades do programa, pelo que, nesta edição, o Criatório apresenta um júri distinto para cada uma das modalidades de apoio.

Assim, para o apoio a projetos de criação artística, o júri é composto por Ana Deus (artista e música), Filipa Oliveira (curadora e atual programadora de artes visuais da Câmara Municipal de Almada) e João Sousa Cardoso (artista e docente na Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto); para o apoio a espaços de programação, integram o júri Bruno Leitão (curador e fundador do Hangar - Centro de Investigação Artística), Mariana Pestana (arquiteta, investigadora e curadora da edição de 2020 da Bienal de Design de Istambul) e Pedro Levi Bismarck (arquiteto, investigador e editor do Jornal Punkto).

Tal como nas edições anteriores, os projetos poderão inscrever-se nas seguintes áreas: artes visuais e curadoria; artes performativas e programação; composição, programação e performance musical; literatura e ensaio crítico.

O período de candidaturas termina a 27 de janeiro de 2020 e a apresentação das mesmas é feita exclusivamente por via eletrónica para o endereço plaka@cm-porto.pt. O regulamento de concurso pode ser consultado AQUI.