Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

10 mil pessoas a viver em ilhas
19-04-2015

O Porto é a cidade das mil ilhas. Esta parece ser a primeira conclusão de um estudo mandado fazer pela Câmara Municipal do Porto e que apurou a existência de 957 "ilhas" na invicta, onde vivem cerca de 10.400 pessoas.


O estudo é apresentado esta segunda-feira, às 18 horas, no Teatro Municipal Rivoli, tem como título "Ilhas" do Porto - Levantamento e Caraterização, e foi coordenado por Isabel Breda Vázquez e Paulo Conceição, da Universidade do Porto. A cerimónia contará com as presenças do presidente da Câmara, Rui Moreira, e do vereador da Habitação e Ação Social, Manuel Pizarro.

Segundo o estudo, a freguesia com maior número de ilhas é Campanhã, com 243, seguida do União de Freguesias do Centro Histórico e Cedofeita, com 176 e por Paranhos, com 155. Lordelo e Massarelos é a União de Freguesias com menos ilhas, contando-se apenas 75.


Estas quase mil ilhas são compostas por mais de oito mil casas, mas somente cerca de 4.900 estão habitadas.


Este estudo, que será apresentado publicamente, com entrada livre, servirá para que a Câmara do Porto estabeleça um plano de reabilitação, já em curso na Ilha de Bela Vista, que servirá de laboratório para as restantes.


Quer em campanha eleitoral quer já como presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira tem insistido que as ilhas são boas oportunidades para reabilitação urbana a preços competitivos e que o estilo de vida comunitário que proporcionam está de acordo com o carácter da cidade.


A ilha da Bela Vista, uma das últimas na propriedade do município, poderá, assim, servir como laboratório para que os privados possam, depois, intervir nas suas ilhas e, assim, trazer população para o Porto.