Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Na Quinta da Bonjóia o golfe é para todos e promove a inclusão
05-03-2019
É com toda a envolvência natural da Quinta da Bonjóia que 35 alunos praticam semanalmente golfe adaptado. O projeto "Golfe Para Todos" foi implementado há 7 anos com o objetivo de promover a inclusão e a coesão social na cidade e de criar espaços de socialização e de recuperação senso-motora das pessoas com deficiência.

As aulas decorrem três vezes por semana, durante todo o ano, e são ministradas por um professor de Educação Física em sessões de duas horas.

"O objetivo é que eles joguem um golfe igual ao de qualquer outra pessoa. As limitações deles não o permitem e o meu trabalho é adaptar o golfe à medida deles para tentar tirar proveito dos benefícios que a modalidade tem, que vão desde a socialização, da interação, do convívio, do contacto com a natureza, do ar livre até à técnica propriamente dita", explicou ao "Porto." Pedro Pimenta, professor responsável pelo golfe adaptado.

Esta modalidade proporciona às pessoas portadoras de deficiência a prática de um desporto que, pelas suas características, contribui para o desenvolvimento da condição física e psicomotora, acelera o processo terapêutico, estimula o desenvolvimento cognitivo, promove um aumento da comunicação, potencia a sensação de bem-estar e equilíbrio e contribui para a integração social e para o aumento da qualidade de vida.

Fernando Paulo, vereador com o pelouro da Habitação e Coesão Social e da Educação, avançou que a Câmara do Porto pretende alargar o projeto de modo a conseguir chegar a mais população.

"Queremos apostar e alargar o número de horas disponíveis para o projeto e também melhorar as condições aqui, na Quinta da Bonjóia", disse o responsável, explicando que esse alargamento irá ser feito no âmbito de uma candidatura ao AIIA Porto - Abordagem Integrada para a Inclusão Ativa. Trata-se de um programa integrado de inovação e experimentação social e de animação territorial do Porto, apoiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Norte2020.



Aproveitando as condições naturais e patrimoniais de exceção da Quinta da Bonjóia, património municipal, o objetivo passa por conseguir "adaptar no exterior a prática de golfe", "criar um mini campo", de modo a poder potenciar o programa e "dar oportunidade àqueles que estão no projeto há alguns anos e já desenvolveram muitas faculdades de alargar os seus conhecimentos".

Durante o ano de 2018, realizaram-se mais de uma centena de aulas com 35 alunos provenientes de três instituições de solidariedade da cidade: Associação dos Amigos das Deficiências Intelectuais e Desenvolvimentais (AADID), Associação de Apoio à Juventude Deficiente (AAJUDE) e Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental do Porto (APPACDM).