Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Música nos claustros fechou ciclo dedicado a Agustina
17-06-2019
Uma atuação do Quinteto de Sopros da Banda Sinfónica Portuguesa nos claustros da Biblioteca Pública Municipal do Porto fechou o Ciclo Agustina que, desde janeiro, focou seis obras da escritora recentemente falecida.

O ciclo, promovido conjuntamente pelo Município do Porto e o Círculo Literário Agustina Bessa-Luís, terminou no final da tarde da passada sexta-feira e a última obra explorada foi a biografia da poetisa Florbela Espanca (1894-1930) que Agustina Bessa-Luís publicou em 1979. Apesar de condições atmosféricas pouco convidativas, registou-se forte adesão do público ao encerramento da iniciativa dedicada à obra da autora que escolheu a cidade do Porto para viver e escrever.

Aliás, foi sempre em crescendo o público presente ao longo do Ciclo Agustina, que constituiu uma dupla viagem. Por um lado, foi uma viagem pelos diferentes espaços da Biblioteca Pública Municipal do Porto, com as seis sessões a extravasarem as portas do Auditório, passando pela Sala de Leitura Geral, Sala de Livre Acesso e Sala Eugénio de Andrade, e a terminarem nos claustros que recordam a história do antigo Convento de Santo António da Cidade.

Por outro lado, foi também uma viagem pela obra de uma das maiores romancistas do século XX português, através de leituras encenadas de "Dentes de Rato", "Estações da Vida", "Pedro e Inês" e "O Bodo" (em "A Brusca"), mas também pela projeção de curtas-metragens que comemoram três mulheres icónicas da obra de Agustina presentes nos livros "A Sibila", "Fanny Owen" e "Vale Abraão".

Além disso, está patente naqueles claustros até ao fim de junho a exposição de acesso livre "Agustina Bessa-Luís: vida e obra".