Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Municípios europeus com pontes metálicas de grande arco preparam candidatura a Património Mundial
22-06-2018

As cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia são as anfitriãs do II World Heritage Congress, que recebe grupos de trabalho da Alemanha, Itália e França, com o objetivo de avançar com uma candidatura das cinco pontes metálicas de grande arco da Europa a Património da Humanidade.


O primeiro congresso realizou-se em Solingen, na Alemanha. Carsten Zimmermann, chefe do Departamento de Planeamento Estratégico da cidade, contou como surgiu "a ideia de elevar estas pontes a Património Mundial. Em 2017 a Ponte de Mungsten celebrou o seu 120.º aniversário e, nessa altura, pensámos em reunir os municípios que têm estas pontes para chegar ao reconhecimento mundial. Estamos muito felizes por termos iniciado este processo".


Ficou, nessa altura, o desafio do próximo congresso ser realizado no Porto, numa organização conjunta com Gaia. "Temos a curiosidade da ponte-mãe destas travessias metálicas de grande arco ser a Ponte Maria Pia, um trabalho de Eiffel", destaca o arquiteto Daniel Couto.


Como explica este responsável, "o objetivo é tentar fazer o reconhecimento mundial de pontes que correspondem a uma época da Revolução Industrial, as pontes que iniciaram toda a possibilidade tecnológica e o avanço e o desafio de vencer grandes vãos".




O programa deste II World Heritage Congress, que decorre até amanhã, permitiu hoje explorar o legado de Gustave Eiffel e do seu discípulo Théophile Seyrig, o atravessamento do rio Douro e uma visita ao Laboratório Engenheiro Edgar Cardoso.

Este congresso reflete o trabalho conjunto de especialistas de diversas nacionalidades para o reconhecimento da importância universal deste tipo de pontes. No âmbito do encontro será elaborado um dossier para uma candidatura conjunta a Património de Interesse da Humanidade.