Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Município vai construir uma passagem pedonal para ligar o futuro TIC à estação de metro de Campanhã
08-07-2020

A Câmara do Porto lançou o concurso público para empreitada da Passagem Inferior Pedonal TIC (Terminal Intermodal de Campanhã), através da empresa municipal GO Porto. O anúncio foi publicado nesta terça-feira em Diário da República, com um preço-base de 895 mil euros.


O concurso refere-se ao Projeto de Execução da Conclusão da Passagem Inferior Pedonal Norte da estação de Campanhã, que fará a interligação entre a estação de metro e o novo Terminal Intermodal de Campanhã - TIC, atualmente em construção.

Será através desta passagem pedonal que se efetuarão as ligações de passageiros e utentes do futuro TIC com os respetivos meios de transporte complementares envolvidos, como a ferrovia ou a Metro do Porto.

A intervenção prevê, entre outros, melhores condições de mobilidade pedonal, com a instalação de seis tapetes rolantes, com um comprimento total de aproximadamente 255 metros lineares.

De acordo com o anúncio, a intervenção terá uma extensão total de 2.550 metros quadrados, com duração estimada de execução de 240 dias, ou seja, cerca de 8 meses.

O preço-base do procedimento é de 895 mil euros e as propostas devem ser entregues até às 17 horas do dia 28 de julho de 2020, em formato eletrónico, na plataforma www.acingov.pt onde podem também ser consultadas as peças do concurso.

Este concurso autónomo já estava previsto no calendário da obra e cumpre o cronograma inicialmente elaborado.

Recorde-se que, no final de fevereiro, o presidente da Câmara do Porto visitou as obras do TIC. Com uma área bruta de construção de cerca de 24 mil metros quadrados, o Terminal Intermodal pretende dotar a zona de Campanhã de uma interface para os autocarros da STCP e para os operadores privados, comboios urbanos e de longo curso, metro e táxis, aproveitando a localização privilegiada que possui através das acessibilidades rodoviárias, como a Via de Cintura Interna (VCI) e as autoestradas circundantes (A1, A3, A4 e A43).

A articulação futura às interfaces da Casa da Música e do Hospital de São João também está prevista.

O Terminal Intermodal de Campanhã vai ainda dispor de áreas utilitárias, como parque de estacionamento, estação de serviço, paragens kiss & ride, parque de bicicletas e de táxis, bem como áreas complementares de apoio ao público, serviços administrativos técnicos.

Maior cobertura verde da cidade nasce com o TIC

Tratando-se de projeto revolucionário para a mobilidade no Porto, além de um grande empreendimento de arquitetura e engenharia, o TIC será ainda revolucionário no campo da sustentabilidade. A cobertura verde e a área circundante igualmente ajardinada vão totalizar 46 mil metros quadrados.

A obra do Terminal Intermodal de Campanhã representa um investimento municipal na ordem dos 12,6 milhões de euros, sendo que o projeto tem candidatura aprovada para fundos comunitários do programa Norte 2020.