Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Município fica a gerir mais parques de estacionamento e reduz as respetivas tarifas
19-03-2018

Na próxima quarta-feira, em reunião de Executivo, vota-se a gestão municipal dos parques de estacionamento da Praça dos Poveiros e do Palácio de Cristal, após o final do período de ambas as concessões, que acontece em abril e maio, respetivamente. A proposta que acompanha este ponto da ordem de trabalhos prevê a revisão em baixa dos tarifários praticados não só nestes dois parques, mas também do preçário em vigor no parque de estacionamento Silo Auto.


O regresso da gestão dos parques de estacionamento dos Poveiros e do Palácio de Cristal à esfera municipal - refere a proposta apresentada pela vereadora da Mobilidade, Cristina Pimentel, que será votada dia 21 de março -, faz parte de uma "estratégia integrada de mobilidade", que visa a uniformização de "novos instrumentos de regulação e de definição de preços de utilização, nomeadamente no que concerne ao estacionamento à superfície e aos parques de estacionamento de gestão municipal".


Assim, aproveitando o facto de estar próximo o término das concessões estabelecidas pelo Município há 20 anos para aqueles dois parques, "abrem-se novas possibilidades de alargamento desta estratégia a outras áreas da cidade introduzindo-se estes equipamentos no contexto de uma política de estacionamento integrada ", esclarece o documento, referindo ainda que a finalidade é garantir "o equilíbrio entre o estacionamento off-street e on-street, a proteção aos moradores e comerciantes e o incentivo à utilização de modos mais suaves e de veículos menos poluentes".


Suportada num estudo que se centrou na análise dos preços dos parques de estacionamento, "quer no que se refere à tarifa de rotação quer no que se refere ao sistema de avenças", a proposta conclui que a municipalização destes dois parques "permite alargar o número de lugares disponíveis a preços e tarifas mais reduzidas a outras zonas geográficas da cidade, potenciando desta forma uma politica integrada de gestão do estacionamento".
Deste modo, a revisão em baixa dos tarifários alastra-se também ao Parque das Carvalheiras, comummente designado por Silo Auto.  


Do ponto de vista financeiro, a proposta está igualmente sustentada. Inclusive, foi estabelecido o comparativo das receitas atuais provenientes da concessão - que no parque de estacionamento do Palácio de Cristal rondam, em 2018, quase os 3.700 euros mensais, ao passo que nos Poveiros ficam próximas dos 5.500 euros/mês - com "a média de receita gerada por um dos parques de estacionamento municipal".


Assim, a título de exemplo, refere-se que o parque de estacionamento da Trindade, que está sob gestão municipal, auferiu uma receita líquida mensal próxima dos 23 mil euros, no último semestre de 2017. 


Aplicação das novas regras inicia-se em abril


A entrada em vigor do novo tarifário inicia logo no fim das concessões, no caso dos parques de estacionamento da Praça dos Poveiros (final de abril) e do Palácio de Cristal (final de maio). No caso do Silo Auto, será aplicado no dia seguinte à data de publicação da nova tabela.


A mesma proposta pretende ainda ver aprovada "a gratuidade para motociclos, ciclomotores e bicicletas nos lugares devidamente assinalados", bem como "o pagamento de apenas 85% do valor, consoante o tipo de avença, para veículos elétricos", à semelhança do que já sucede em todos os restantes parques municipais.