Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Metro regressa ao horário de inverno no domingo
08-09-2017

O arranque do ano letivo marca o regresso do serviço de metro aos horários de inverno, já a partir de domingo, 10 de setembro.


Depois de dois meses em "modo férias", com o serviço a reforçar as ligações ao Aeroporto e às praias, a Metro do Porto informa vai aumentar em todas as linhas a capacidade e frequência das composições.


Principais frequências do horário de inverno 2017-18:


Linha Azul (A): frequência de 10 minutos das 7H00 às 19H00, nos dias úteis


Linha Vermelha (B): frequência de cerca 15 minutos das 7H00 às 20H00, nos dias úteis

Linha Vermelha (B), Serviço Expresso: frequência de 30 minutos das 7H00 às 20H30, nos dias úteis

Linha Verde (C): Serviço Fórum Maia, frequência de 15 minutos das 7H00 às 20H00, nos dias úteis

Linha Verde (C), Serviço ISMAI: frequência de 20 minutos das 7H00 às 20H00, nos dias úteis

Linha Amarela (D): frequência de 6 minutos, das 7H00 às 20H00, nos dias úteis

Linha Violeta (E): frequência de cerca 20 minutos das 7H00 às 20H00, nos dias úteis

Linha Laranja (F): frequência de cerca 15 minutos das 7H00 às 20H00, nos dias úteis

 

Para uma informação detalhada, consulte todos os horários do Metro do Porto.

 


Horário de inverno, noites de verão na Baixa


Apesar da entrada em vigor dos novos horários, mantém-se até 1 de outubro o MOVE PORTO - METRO 24H, o serviço que garante a existência de transportes públicos nas noites de sexta-feira e sábado, na ligação à Baixa da cidade.


A iniciativa resulta de uma parceria entre a Câmara do Porto, Metro do Porto e STCP. No caso do metro, o MOVE reflete-se na operação noturna da Linha Amarela e da Linha Azul (entre a Senhora da Hora e o Dragão) todos os fins-de-semana.


 

Mais de 40 milhões de pessoas


Este ano, o Metro do Porto já transportou "mais de 40 milhões de pessoas", indica a empresa. O número vem atualizar o balanço do primeiro semestre do ano, em que este meio de transporte da área metropolitana bateu o recorde de passageiros (mais de 30,5 milhões).


A empresa informa ainda que em 2017 foram já percorridos "mais de cinco milhões de quilómetros".