Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Metro do Porto e PSP vão fiscalizar viagens entre concelhos durante a Páscoa
08-04-2020
A Metro do Porto e a PSP desenvolvem, entre os dias 9 e 13 de abril, uma ação conjunta de controlo de passageiros nas diversas linhas da rede e, concreto, nas fronteiras entre os concelhos onde o Metro circula. Recorde-se que durante este período de Páscoa, estão proibidas as deslocações de qualquer cidadão para fora do seu concelho de residência.

A empresa de transportes e a Polícia de Segurança Pública vão atuar juntas, por forma a garantir o escrupuloso cumprimento da Lei. Assim, salvo motivo válido e atestado por declaração justificativa (designadamente comprovativo emitido pela entidade empregadora que demonstre a necessidade da deslocação de um município para outro), também na rede do Metro os clientes não estão autorizados a viajar entre concelhos. 

"A intervenção fiscalizadora e preventiva da PSP e da Metro do Porto decorre em todas as zonas de fronteiras intermunicipais percorridas por qualquer das seis linhas da rede e, ainda mais especialmente, na Linha Amarela (D) e no atravessamento da Ponte Luiz I, entre o Porto e Vila Nova de Gaia", informa a Metro do Porto em comunicado. Neste caso particular, a operadora de transporte alerta para o facto de a travessia ser totalmente proibida quer através do metro quer de modo pedonal, bem como em ambos os tabuleiros da ponte (à exceção, naturalmente, de quem possua o documento justificativo).

As duas entidades apelam assim ao bom senso, ao civismo e ao cumprimento da ordem por parte de todos os clientes, salientando que "o objetivo comum de todos é o de assegurar o devido recolhimento, promovendo a segurança e a saúde dos cidadãos".

Também nesta quarta-feira, a STCP assinalou igualmente as limitações de circulação entre concelhos no período da Páscoa, recomendando aos passageiros que tenham de realizar deslocações intermunicipais, que o façam unicamente pelas razões permitidas por Lei e munidos de documentos justificativos para a realização dessas mesmas viagens.