Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Mais 86 autocarros elétricos vão chegar à frota da STCP
09-11-2018

A "elevada performance ambiental" é a principal caraterística dos 86 novos veículos elétricos, que deverão juntar-se à atual frota da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) nos próximos dois anos, afiançou hoje o ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes.


"A Área Metropolitana do Porto, através da STCP, vai ter 86 novos autocarros, que se somam aos mais de 200 que foram adquiridos e que estão a chegar", afirmou João Pedro Matos Fernandes. O anúncio surge a propósito do encerramento recente das candidaturas ao segundo aviso para a aquisição de autocarros "de elevada performance ambiental" do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEURS).

As 17 candidaturas apresentadas perfazem um investimento de cerca de 64 milhões de euros, que vai apoiar a aquisição de mais 199 autocarros "limpos", dos quais 118 são movidos a gás natural e 81 são elétricos.

"No aviso de há um ano apenas 15% dos autocarros eram elétricos, neste aviso 41% desses autocarros já são elétricos e os outros são de elevada performance ambiental, a gás natural. Isto para a qualidade do ar nas cidades é da maior importância", referiu à Lusa o ministro.

Os 86 novos autocarros devem começar a operar no prazo de dois anos. "Quero acreditar que não vai haver nenhuma interrupção", expôs João Pedro Matos Fernandes.

Recorde-se que a nova frota elétrica começou a chegar à STCP em abril deste ano e, a propósito, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, participou na viagem inaugural, ao lado do ministro do Ambiente, do presidente do Conselho Metropolitano do Porto, Eduardo Vítor Rodrigues, e de outras personalidades da Área Metropolitana do Porto.

Desde o início de 2018, a STCP está sob gestão dos seis municípios onde a rede opera (Porto, Vila Nova de Gaia, Matosinhos, Maia, Gondomar e Valongo).