Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Mais 16 casas emblemáticas receberam a placa oficial da lista "Porto de Tradição"
24-09-2019
Mais um conjunto de 16 icónicas lojas e entidades reconhecidas e protegidas no âmbito do programa municipal Porto de Tradição passa desde hoje a ostentar a placa oficial que atesta essa sua condição emblemática para a cidade.

A entrega formal da placa aos responsáveis por cada instituição foi feita ao final do dia de ontem pelo presidente da Câmara, Rui Moreira, acompanhado pelo seu vereador da Economia, Turismo e Comércio, Ricardo Valente, em cerimónia realizada no átrio dos Paços do Concelho.

Foi, por isso, um momento significativo para o comércio tradicional do Porto o desfile de representantes de marcas tão célebres na cidade, mas até além-fronteiras como são os casos da "Gazela - Cachorrinhos da Batalha" - recentemente galardoada nos "The World Restaurant Awards" - ou o Orfeão do Porto, o mais antigo do país (109 anos) com atividade ininterrupta.

Mas vários outros estabelecimentos que são marca incontornável da cidade receberam também agora a placa que os atesta como símbolos do "Porto de Tradição": A. Vilarinha, Lda.; António de Sousa Oliveira, Herdeiros; Barbearia Garrett; Casa da Mariquinhas; Casa Filha da Mãe Preta; Casa Lima; Confeitaria Petúlia; Francisco Costa & Irmão; Hotel Aliados; José Rosas & Cª; Marcolino Relojoeiro; Queijaria Amaral; Restaurante Chinês; Restaurante Ginjal.

Recorde-se que, desde a instituição do programa "Porto de Tradição" em 2016, o Município do Porto já reconheceu 81 estabelecimentos comerciais e entidades, desenvolveu um Regulamento e anunciou a criação de um Fundo Municipal de Apoio com o objetivo de contribuir para a preservação da memória coletiva da cidade neste domínio específico.