Lorde diz que há algo de especial no ambiente do NOS Primavera Sound - Notícias - Portal de notícias do Porto. Ponto.
Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Lorde diz que há algo de especial no ambiente do NOS Primavera Sound
08-06-2018

A cabeça de cartaz do primeiro dia da sétima edição do NOS Primavera Sound disse que teve no Porto uma receção que há muito tempo não experienciava. Lorde, artista neozelandesa de 21 anos, sentiu estar em "sintonia de espírito" com o público através da sua música e, no Parque da Cidade, admitiu ter encontrado uma atmosfera especial. Em fotos e em vídeo comprovamos o que torna este evento único no país.


Ella Yelich-O'Connor, de seu nome artístico Lorde, frisou várias vezes ao longo do concerto que a energia sentida no palco do NOS Primavera Sound era especial. Desde 2014 não regressava ao país e, agora em 2018, pela primeira vez na cidade do Porto, confessou que logo sentiu-se identificada com o local, com o público e até com o tempo que, apesar de instável, lhe transmitia uma aura única. 


Sem praticamente espaços vazios no anfiteatro natural que envolve o palco principal, o público era de todas as idades e proveniente de todas as geografias, fazendo prova de que a menina-mulher que saltou para o estrelato mundial em 2013, com o hit "Royals", é muito mais do que uma adolescente com boa voz.

Mas não só de Lorde se fez o primeiro dia de Primavera Sound. Entre os palcos NOS, Super Bock, SEAT e Bits (o Pitchfork tem programação para sexta-feira e sábado) houve grandes nomes da música nacional e internacional, exímios nas suas atuações, que cativaram públicos distintos, como Father John Misty, Moullinex, Tyler, The Creator, ou Jamie XX.

No NOS Primavera Sound o talento também floresce

Há mais uma estreia a registar nesta edição do NOS Primavera Sound. Sob o largo chapéu da marca Porto. chega este ano ao recinto do Parque da Cidade o "Porto. For Talent", uma nova estratégia do Município que visa a captação de talentos e de quadros qualificados para a cidade e para a região metropolitana. 

À música soma-se, assim, o talento. Uma conjugação natural facilitadora da divulgação da mais recente estratégia desenvolvida pela Invest Porto, gabinete de atração de investimento da Câmara do Porto, criado em 2015.
Para Joana Fins Faria, coordenadora da plataforma municipal, pretende-se com esta presença lançar o "desafio aos festivaleiros para reconhecerem o portonauta que há neles", assim como um convite aos visitantes estrangeiros para "virem trabalhar, viver e aterrar no Porto". 

No interior da tenda branca oval do "Porto. For Talent" há tecnologia made in Portugal para descobrir e experiências que prometem surpreender os festivaleiros: guitarras integralmente feitas com fibra de carbono (as Ava Guitar, da startup ideiam); jogos de realidade virtual produzidos pelo Ground Control Studios; ou ainda a possibilidade, oferecida pela startup MyDidimo, de criar o seu avatar, a partir de uma única foto.

A plataforma "Porto. For Talent" dispõe de várias funcionalidades que pode, tranquilamente, explorar. No local, pode ainda descobrir em vídeo o testemunho "de portonautas, tanto estrangeiros que já estão a viver no Porto, como portugueses que regressaram como empreendedores", explica a responsável.

E assim termina o registo do dia 1 do NOS Primavera Sound. Hoje espera-se mais música e bom ambiente no festival onde só vai gente feliz.