Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Livro do arquiteto João F. Machado dá pistas sobre o potencial de reabilitação em edifícios já existentes
07-07-2017
A livraria Circo de Ideias (Rua da Boavista, 330) lança neste sábado, pelas 17 horas, o livro "Yellowred, on reused architecture", que aborda o tema de projetos de arquitetura realizados sobre edifícios existentes, sejam eles intervenções de reestruturação, ampliação, subtração ou reuso funcional.

O livro é da autoria de João Filipe Machado (juntamente com Martin Boesch e Laura Lupini e a colaboração de Federico Pompignioli), arquiteto e professor que viveu e trabalhou na Suíça e em Itália, mas em vias de mudar-se para o Porto, onde vai abrir um coletivo de arquitetos a partir de setembro.

O primeiro volume de "Yellowred on reused architecture", que já foi alvo de publicação por duas etiquetas internacionais, tem como objetivo principal "ilustrar em que medida os edifícios podem ser reutilizados durante o seu inevitável processo de transformação e extensão do ciclo de vida", avança o autor, apontando que "os projetos representados mostram a capacidade de redescobrir potencialidades escondidas em construções existentes, que se traduzem sistematicamente em oportunidades de grande valor para o projeto de reabilitação".

Segundo João Filipe Machado, o volume apresenta igualmente exemplos do passado, como demonstração de que o reuso não é um tema recente, mas que "faz parte das preocupações dos arquitetos desde sempre, por razões económicas, sociais ou culturais".

O terceiro capítulo da obra, sob o título "Wunderkammer", explora práticas de reuso, reutilização ou reciclagem, não necessariamente ligadas à arquitetura.

Em Portugal, como em muitos outros países no mundo, aos arquitetos que apresentam às autoridades um projeto de transformação, é pedido que utilizem um código de cores específico: a cor preta indica o que existe, o amarelo e o vermelho representam o que se propõe demolir e construir, respetivamente.
Utilizando este código, "Yellowred" dá a possibilidade ao leitor de conhecer a génese dos projetos selecionados, ilustrando o estado em que os arquitetos encontraram o edifício antes do inicio do seu trabalho, quais as partes que decidiram sacrificar e por último o que de novo foi proposto.