Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Livraria Lello com um milhão de visitas
29-12-2016
Aquela que é considerada uma das livrarias mais belas do mundo, a livraria Lello, recebeu um milhão de pessoas e vendeu mais de 260 mil livros, no ano em que festeja 110 anos de existência.

Nesta quadra festiva esta livraria do Porto apresenta um número recorde de visitas e pode ser considerada uma exportadora da cultura portuguesa, já que mais de 80% dos visitantes são estrangeiros.

No topo da lista de visitantes estão espanhóis e franceses, sendo que os portugueses representam 15% das visitas.

Mais do que uma simples livraria, a Lello é vista por muitos como um autêntico museu, mas a variedade de visitantes também se reflete nas compras. José Saramago e Fernando Pessoa são os escritores mais procurados. 

A Livraria Lello, inaugurada em janeiro de 1906, fez coincidir as comemorações dos seus 110 anos com as obras de restauro da fachada, que devolveram a cor à livraria da invicta. 

Este espaço singular da cidade é mundialmente reconhecido, pelo que tem merecido sempre destaque na imprensa internacional.

Este mês, duas publicações americanas, o "New York Times" e a "Travel + Leisure" escreveram sobre esta livraria portuense. 

"Templos para o Peregrino Literário" foi o título escolhido pelo diário, com sede em Nova Iorque, para a coletânea de oito textos sobre diversas livrarias espalhadas pelo mundo, consideradas de "culto literário".

Também a "Travel + Leisure" publicou um artigo intitulado "A decoração desta livraria é tão surpreendente que terá inspirado J.K. Rowling no Harry Potter". 

A livraria Lello tem sido, desde 1906, espaço das letras e das artes, por onde passaram vários escritores famosos e uma biblioteca para todos os que a visitam.

Atualmente, milhares de pessoas de todo o mundo, não perdem a oportunidade de entrar neste emblemático edifício neogótico portuense do século XX.