Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Livraria Lello celebra 113 anos com entrada gratuita
13-01-2019

Harry Potter e Luís de Camões encontram-se na Livraria Lello, que tem entrada livre entre as 12 e as 19 horas deste domingo, num convite à celebração do seu 113.º aniversário.


O dia é preenchido com um programa de atividades variado, que inclui cinema, ofertas, exposições, mesas-redondas e fado, mas que tem como centros de atenções dois livros: "Um que nos conta epopeias vividas e nos lembra a inveja sobrevivente; e outro que nos diz aventuras imaginadas para nos recordar como sonhar o que se vive é o supremo ato de liberdade".

Assim, as montras da livraria que foi considerada a mais bonita do mundo ganham vida para, a partir delas e em todo o interior, homenagear o universo do poeta Camões e também o do jovem feiticeiro mais famoso do mundo, criado por J.K. Rowling que se inspirou na famosa livraria do Centro Histórico do Porto para escrever as histórias de Harry Potter.

Os primeiros leitores que visitem a Lello, a partir das 12 horas, terão direito a fac-símiles da primeira gazeta portuguesa: a "Gazeta da Restauração" (1641).

Com curadoria científica da Universidade de Aveiro e parceria com a Cinemateca Portuguesa, será inaugurada pelas 16 horas a exposição "A Severa que vocês nunca viram", instantâneos em torno do primeiro fonofilme português, "A Severa" (1930), que será depois exibido. Serão também expostos alguns dos primeiros fonogramas gravados no nosso país ("Porto 1900: as primeiras expedições de gravação em Portugal").

Segue-se uma mesa-redonda (16,30 horas) sobre "O Porto, o Fado e Outras Músicas", com a participação de José Moças, Maria do Rosário Pestana e Rui Vieira Nery, estando a moderação a cargo de Jorge Castro Ribeiro.

Pelas 18 horas, e com tradução simultânea para Língua Gestual Portuguesa, outra mesa-redonda vai debruçar-se sobre a temática "Livraria Lello, uma livraria de causas", na qual Maria João Lopo de Carvalho falará sobre "Camões e Os Lusíadas" e Gilda Nunes Barata e José Saraiva sobre a institucionalização da Língua Gestual Portuguesa como língua curricular.

O encerramento das comemorações está previsto para as 18,30 horas com a fadista Patrícia Costa a cantar o Fado da Livraria Lello, um poema da autoria da poetiza Maria do Rosário Pedreira. A fadista será acompanhada pelos seus músicos Pedro Martins na guitarra portuguesa, João Moutinho na viola de fado e Luís Lumini no baixo.