Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Lídia Jorge e Artur Santos Silva participam hoje na homenagem da Feira do Livro a Eduardo Lourenço
07-09-2019

A habitual atribuição de uma tília de homenagem e um debate com a escritora e o banqueiro que presidiu à Fundação Calouste Gulbenkian são destaques deste primeiro dia que a Feira do Livro do Porto dedica a Eduardo Lourenço.


A Avenida das Tílias, também conhecida como Avenida dos Escritores, nos Jardins do Palácio de Cristal, ganha hoje um novo homenageado com a sessão dedicada ao ensaísta Eduardo Lourenço, que assinala a abertura da programação cultural da Feira do Livro do Porto.


Marcada para as 17 horas e de acesso livre, a cerimónia inclui o descerrar da placa de atribuição formal de uma tília ao escritor, filósofo e ensaísta em que a Feira do Livro se foca particularmente nesta edição. O seu pensamento e a sua obra serve de ponto de partida para grande parte dos eventos que vão desenrolar-se até 22 de setembro, desde debates a sessões de cinema, numa variedade de formatos, modos de expressão e intervenientes.


A programação inclui também hoje, logo após a cerimónia da tília, o primeiro desses eventos, reunindo Lídia Jorge e Artur Santos Silva numa conversa com o jornalista Carlos Magno sobre Eduardo Lourenço. Filósofo e ensaísta, consagrado pelos seus pares e com uma carreira repleta de distinções, o homenageado possui uma vida e obra singulares que se entrelaçam com a história portuguesa.


Esta conversa, a partir das 18 horas e com acesso livre (limitado à lotação do Auditório da Biblioteca Municipal Almeida Garrett), servirá para conhecer e refletir sobre o percurso desse grande pensador, cujo trabalho tantas vezes se debruçou sobre a identidade e imagem do povo português, quer para si próprio quer para a Europa e para o Mundo.