Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Leituras no Mosteiro celebram aniversário com "A noite antes da floresta" de Bernard-Marie Koltès
19-06-2017
Junho é o mês de aniversário das Leituras no Mosteiro que, este ano, "sopram" sete velas. A data é assinalada nesta terça-feira, dia 20, pelas 21 horas, com uma sessão no Mosteiro de São Bento da Vitória (onde funciona o Centro de Documentação do TNSJ), que encerra a temporada 2016-2017 do TNSJ e, simultaneamente, fecha o trimestre dedicado ao dramaturgo francês Bernard-Marie Koltès.

O evento, de entrada gratuita, tem como ponto de partida a obra "A Noite Antes da Floresta" e conta com a presença de Francisco Alves, do Teatro Plástico (estrutura sediada no Porto).

Escrita em 1977, quando Bernard-Marie Koltès tinha apenas 28 anos e ultrapassava uma tentativa de suicídio, "A noite antes da floresta" tem como protagonista um homem sem nome à deriva na cidade, tendo por única companhia "sempre a chuva, a chuva, a chuva, a chuva".
À procura de um quarto, numa viagem ao fim da noite, este homem tenta descobrir um sentido para a sua vida e qual o seu status como estrangeiro, agitando os fantasmas de exclusão.

A peça é feita de uma longa e interminável frase, sem pontos finais, numa espécie de monólogo dorido, mas animado por uma utopia do diálogo e pela possibilidade de uma redenção.

"A noite antes da floresta" é uma descida ao lado mais negro do ser humano, dando voz a um excluído e marginal que tem de sobreviver graças à bondade dos outros.
A peça aborda, de resto, os temas explorados incessantemente por Bernard-Maria Kotlès, onde dominam a solidão, o desejo, o medo, o amor e ódio.

As Leituras no Mosteiro, com coordenação de Paula Braga e Nuno M. Cardoso, são um ciclo de leituras informais que decorre sempre à terceira terça-feira de cada mês do trimestre, no Centro de Documentação do TNSJ, sendo esta a última sessão antes do verão.
O programa regressa ao Mosteiro de São Bento da Vitória em setembro.

O Centro de Documentação do TNSJ foi fundado no ano 2000 e integra um Arquivo, um núcleo essencial para os investigadores dos campos cénicos e para a preservação de documentos como registos vídeos de espetáculos, textos de teatro, dossiês fotográficos ou materiais promocionais das peças do TNSJ.
Contempla também uma Biblioteca, que é considerada a melhor em Portugal no que toca às artes performativas. Disponibiliza gratuitamente a consulta de cinco mil livros, além de compilar vídeos, filmes e documentários sobre teatro e dança, óperas dirigidas por encenadores relevante e ficheiros de teatro radiofónico.
O Centro de Documentação está aberto ao público de segunda a sexta-feira, entre as 14,30 e as 18 horas.