Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Leilão para dar mantas aos sem-abrigo do Porto
06-10-2016

O Palacete dos Viscondes de Balsemão, no Porto, recebe no dia 27 um leilão de mantas feitas por idosos e crianças, esperando-se que a receita angariada permita distribuir mais de uma centena de resguardos aos sem-abrigo da cidade.


O projeto, intitulado "Moda por uma Causa", chega àquele espaço no dia 14 para uma exposição das 21 mantas feitas à mão por idosos a partir de desenhos de crianças.


A iniciativa resulta de uma parceria entre várias associações e centros de solidariedade social da região Norte, a Escola Superior de Artes e Design (ESAD) de Matosinhos, a designer Maria Gambina, coordenadora da Licenciatura em Design de Moda daquele estabelecimento de ensino e a Câmara do Porto.


"Com o produto do leilão, serão confecionados o máximo de cobertas para oferecer aos sem-abrigo Porto, de forma a enfrentarem o clima mais exigente que se aproxima", descreve a organização do evento, que tem a expectativa de "ultrapassar a centena de mantas para distribuir aos sem-abrigo", revelou a organização em comunicado.


O projeto englobou "crianças carenciadas da região, que assinam os desenhos e motivos que decoram as peças produzidas". Este trabalho foi "realizado numa visita à ESAD, sob a orientação da designer Maria Gambina".


As peças foram produzidas em "lares de idosos da região", no "regime de ocupação do tempo livre dos utentes destes serviços". O processo contou com a participação de idosos e crianças do Centro Social Paroquial Nossa Senhora da Vitória, a Fundação Alexandrina Balasar, a Santa Casa da Misericórdia de Póvoa de Varzim e o Centro Social e Paroquial de Mindelo.


A iniciativa nasceu pelas mãos da associação Sorriso Solidário e pelo desafio lançado à ESAD, o Movimento Lírio Azul, a Associação CAIS e os Médicos do Mundo.


O leilão "Moda Por Uma Causa" está agendado para o dia 27 de outubro, às 21 horas, no Palacete dos Viscondes de Balsemão, e a intenção é transformar o montante angariado em efetivas capas/resguardos a distribuir pelos sem-abrigo, tarefa a ser realizada pelas associações CAIS e Médicos do Mundo.