Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Lausanne é o novo membro da Rede de Capitais de Grandes Vinhedos
23-03-2018
Lausanne é o mais recente membro da Rede de Capitais de Grandes Vinhedos, a que o Porto pertence. A quarta maior cidade da Suíça, com vista para o Lago Genebra, é a porta de entrada para a região vitivinícola do cantão de Vaud, Património Mundial da UNESCO, tendo uma história de produção de vinhos que remonta ao século XI.

A Rede de Capitais de Grandes Vinhedos, fundada em 1999, passa assim a ser formada por dez cidades e regiões vitivinícolas de renome internacional: Adelaide - Austrália do Sul (Austrália), Bilbao - Rioja (Espanha), Bordéus (França); Lausanne (Suíça), Mainz - Rheinhessen (Alemanha), Mendoza (Argentina), São Francisco - Napa Valley (EUA), Valparaiso - Vale de Casablanca (Chile), Verona (Itália) e, naturalmente, o Porto.

Unindo cidades e regiões vitivinícolas que partilham um importante património económico e cultural, esta é a única rede que inclui os designados "Velho" e "Novo" mundos do vinho.

Entre as iniciativas realizadas pela Rede estão os prémios "Best Of Wine Tourism", atribuídos anualmente. Estes prémios reconhecem as principais empresas do setor vitivinícola das cidades-membro em áreas como inovação, serviços e práticas sustentáveis. Em 2016, recorde-se, o Porto recebeu a cerimónia dos prémios. Já recentemente, a Quinta do Vallado trouxe para o Porto o galardão internacional.

Para a presidente de Lausanne, Natacha Litzistorf, a associação à Rede "é uma grande honra. Estamos ansiosos por partilhar o nosso conhecimento, história e experiência com os outros membros".

Já o presidente da Rede de Capitais de Grandes Vinhedos, Mario Agliati, saudou o novo membro: "É com grande entusiasmo e amizade que damos as boas-vindas a Lausanne, representando o cantão de Vaud. O seu vinho, história, experiência e indústria de enoturismo são de nível internacional e toda a Rede beneficiará da partilha de conhecimento que ocorrerá como resultado da sua afiliação".