Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Lançados hoje os concursos de conceção para projetos de habitação acessível em Lordelo do Ouro
01-04-2020
Os concursos para apresentação de propostas de conceção para habitação a preços acessíveis na zona de Lordelo do Ouro, estimada em mais de 300 fogos, foram publicados nesta quarta-feira, dia 1 de abril, em Diário da República, cerca de uma semana depois da reunião de Executivo Municipal que votou, por unanimidade, a proposta.

O estudo urbanístico prevê intervenções em terrenos do domínio municipal, que incluem, além da intervenção em espaço público, a construção de cinco blocos de habitação, com a disponibilização de mais de 300 fogos destinados ao mercado de habitação acessível.

No total, são três os concursos agora lançados, um para a conceção de obras de urbanização, espaço público e paisagismo, que contempla a renaturalização do troço da ribeira da Granja, reabilitação e construção de novos arruamentos; e os dois concursos restantes, segundo e terceiro, destinados à construção de cinco edifícios de habitação coletiva.

Inicialmente, estava prevista a construção de 170 fogos com investimento municipal aproximado de 19 milhões de euros. Só que considerando o potencial da área, envolvida pelos bairros de Pinheiro Torres e da Mouteira, o Município do Porto viu nela uma oportunidade para pensar em algo maior, que conjugasse a vertente da densificação com a reformulação urbanística desta zona de Lordelo do Ouro, onde subsistem problemas de segregação territorial.

Assim, o projeto vou reajustado e levado a reunião de Câmara no final do ano passado, tendo sido elevada a fasquia do investimento municipal para os 46 milhões de euros.

As propostas podem ser apresentadas até 100 dias após a publicação do concurso nos órgãos oficiais (Diário da República e Jornal Oficial da União Europeia), sendo os vencedores contemplados com prémios no valor de 15 mil euros (e a adjudicação do projeto), estando prevista também a atribuição de 10 mil e 5 mil euros aos segundos e terceiros classificados, respetivamente. Pode ser ainda equacionada a eventual atribuição de duas menções honrosas em cada um dos três concursos, no valor de 500 euros cada.
Consulte a publicação dos três anúncios:

Trabalho de conceção no domínio da arquitetura - construção edifícios A, B e C (valor-base 660.239,00 euros)
Trabalho de conceção no domínio da arquitetura - construção edifícios D e E (valor-base 500.704,00 euros)