Este website usa cookies. Ao continuar a navegar no nosso website está a consentir a utilização de cookies. Aceitar
o portal de notícias do Porto.

Destaques

Investigador do ISEP usa luz ultravioleta contra o cancro
11-02-2020
Um investigador do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) desenvolveu uma técnica que recorre à luz ultravioleta para aumentar a transparência dos tecidos biológicos, o que permite "melhorar o diagnóstico e tratamento" do cancro.

"A aplicação destas tecnologias óticas em medicina pretende substituir as tecnologias atuais de diagnóstico e tratamento que utilizam radiação ionizante (raio-x)", afirmou à agência Lusa Luís Oliveira, o investigador do Centro de Inovação em Engenharia e Tecnologia Industrial do ISEP.

O responsável pelo desenvolvimento da técnica explicou que esta surge da necessidade de se desenvolverem "métodos de diagnóstico, e até de tratamento, que não danifiquem as células 'boas' que o corpo humano tem". Assim, a nova técnica de transparência permite "fazer um diagnóstico mais eficaz e, eventualmente, até eliminar um tumor que está entranhado no interior de um tecido".

Luis Oliveira, que tem trabalhado em colaboração com o Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto e com a Universidade Estatal de Saratov, na Rússia, adiantou ter já submetido a um pedido de patente nacional e disse que os colegas da Universidade Estatal de Saratov fizeram o mesmo naquele paíse, sendo objetivo do grupo conseguir também a patente internacional.